Rio Branco, Acre,


Estagiários acusam Tião Viana de assédio moral e exploração de mão de obra juvenil análoga à escravidão

"Dizem pra gente pegar dinheiro emprestado e dá o nosso jeito mas tem que vir trabalhar", afirma um dos estagiários

Após recebermos a denúncia feita por um grupo de Bolsistas que prestam serviços na Biblioteca Pública de Rio Branco, onde alegavam estar trabalhando com seus salários em atraso por parte do governo e ainda sendo humilhados, fomos até o espaço de leitura conversar com os contratados.

“Para nós isso é uma humilhação. Além de não nos pagar em dia, nos colocam na parede esnobando a gente porque somos jovens em busca de oportunidade do primeiro emprego. Não tem trabalho no mercado formal. Não tem fábricas, industrias. Onde vamos trabalhar? ainda dizendo pra gente que “se quiser é desse jeito”, lamenta um dos bolsistas pedindo para não ter o seu nome relevado na reportagem por medo de represália.

PUBLICIDADE

Veja também: Estagiários denunciam atraso em pagamento e governo avisa: “Se quiser desistir, fique à vontade”

Ao todo 30 estagiários tomam conta do funcionamento da Biblioteca Pública/Foto: reprodução

Na Biblioteca Pública Estadual, localizada no centro da Capital e tida como ponto turístico do Estado, trabalham cerca de 30 estagiários e cada um recebe mensalmente R$ 730,00 reais, valor menor que um salário mínimo, para uma jornada de trabalho que varia das 7H 30min da manhã até as 13h 30min sem intervalo e a outra turma de bolsistas com horário das 14h até as 19h.

Para tornar público como os salário deles vem sendo pago pelo governador Tião Viana sempre com atraso, os jovens criaram um mini gráfico especificando mês a mês como os repasses de pagamento são feitos nos últimos meses:

Relação dos constantes atrasos das bolsas:

Outubro de 2017 – foi paga em 28 de Novembro de 2017

Novembro e Dezembro de 2017 – foram pagas em 31 de Janeiro de 2018

Janeiro de 2018 – foi paga em 05 de Março de 2018

Fevereiro de 2018 – foi paga em 28 de Março de 2018.

Março de 2018 – NÃO FOI PAGO E SEM PREVISÃO

Abril de 2018 – de acordo com o contrato é para ser paga até o dia 10 de Maio.

“Não aguentamos mais. Não temos dinheiro para comer e nem chegar no trabalho porque não temos dinheiro nem para pagar o ônibus. Ida e volta são R$ 7,00 reais. No almoço a gente compra do marmitex mais barato que é de R$ 6,00. No final das contas estamos quase pagando para trabalhar.

Os bolsistas são responsáveis pela recepção dos usuários do espaço da Biblioteca Pública, cuidam das alas de leituras adultas e infantil, orientam os leitores a localizar livros, catalogam os exemplares e ainda cadastram leitores e os orientam sobre o uso de internet gratuita dentro do ambiente da Biblioteca.

A SOMA DA VERGONHA

A reportagem fez uma soma dos vencimentos de cada bolsista e, muito embora acostumados com vários descasos e falta de humanidade e respeito com o ser humano, nos deparamos com situações adversas e que podemos dizer que até análogas a de trabalho escravo, e o mais grave: pelo próprio Governo de Estado.

-Salário do Bolsista sem almoço e vale transporte = R$ 730,00

-Dias trabalhados por mês de segunda a sábado = 26 dias

-Passagem com transporte público (ônibus) R$ 3,50 = R$ 7,00×26 dias ida e volta= R$ 182,00

-Marmitex ao custo de R$ 6,00x 26 dias= R$ 156,00

-Total que cada bolsista ganha de salário líquido é = a somente R$ 392,00.

“O pior de tudo é que dizem pra gente que não tem previsão de nos pagar. Se a gente falta porque não tem como chegar aqui ficam nos ameaçando de cancelar a bolsa. Eles dizem pra gente pegar dinheiro emprestado e dá o nosso jeito mas tem que vir trabalhar. Por isso a gente pediu a ajuda da reportagem de vocês para ver se alguma coisa muda”, apela outro bolsista.

Encaminhamos a reclamação dos bolsistas à secretária de Comunicação do governador Tião Viana, para que obtivéssemos uma posição em relação o assunto, mas mesmo após veiculação da primeira matéria, não obtivemos nenhuma resposta de qualquer assessoria do Estado.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários


Recomendado para você

Últimas Notícias

Scroll Up