Não bastasse a gasolina, estudo mostra que Acre tem o 4º botijão de gás mais caro do Brasil


O ranking nacional de 2018 avaliou os quatro primeiros meses do ano

PÂMELA FREITAS, DA CONTILNET

O Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) divulgou um estudo realizado onde apresenta o preço da botija de gás de cozinha de 13kg em todos os estados do país. Não é só a gasolina que anda pesando no bolso dos acreanos, o gás também.

Acre te o 4º gás mais caro do país/Foto: reprodução internet

O ranking nacional de 2018 avaliou os quatro primeiros meses do ano e apontou o Acre como o quarto estado brasileiro com o valor do gás de cozinha mais caro.

Liderando o grupo está o Mato Grosso, que em abril deste ano teve o maior preço do botijão de gás, onde em média a população pagou R$95,49. Em segundo lugar aparece o Tocantins, com valor médio de R$85,11, seguido de Roraima que pagou R$80,25, e o Acre em quarto, onde a botija está custando cerca de R$78,03.

Entre os fatores que aumentam o custo final está o valor de venda do gás liquefeito de petróleo (GLP, popularmente conhecido como gás de cozinha) da Petrobras na refinaria.

Porém, o valor do gás que sai da refinaria representa menos da metade (46%) do total que o consumidor paga antes de levar o botijão para casa. No caso dos impostos, o ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) é o que tem o maior peso no preço.

 

Outras Notícias

Veja Também