Petroleiros paralisam atividades nas refinaria da Petrobras em solidariedade a caminhoneiros


Medida começou na manhã deste sábado (26)

VEJA

Trabalhadores da Refinaria Alberto Pasqualini (Refap), unidade da Petrobras instalada em Canoas, região metropolitana de Porto Alegre, cruzaram os braços no turno de 8 horas a 16 horas deste sábado, em solidariedade ao movimento de greve dos caminhoneiros, informou o Sindicato dos Petroleiros do Rio Grande do Sul (Sindipetro-RS).

Protesto de caminhoneiros na Rodovia Régis Bittencourt: greve pode afetar outros setores (Ronaldo Silva/Futura Press/Folhapress)

Segundo a assessoria de imprensa da Petrobras, a operação não foi afetada. Isso porque os trabalhadores do turno anterior, de meia-noite às 8 horas, assumiram os trabalhos. A diretora de comunicação do Sindipetro-RS, Élida Maich, informou que a paralisação foi decidida por cerca de 70 petroleiros reunidos na porta da Refap, na entrada do turno das 8 horas.

A entrada da Refap foi bloqueada por manifestantes desde o início do movimento grevista dos caminhoneiros. Segundo a Petrobras, há bloqueios em várias refinarias, mas nenhuma unidade teve impacto na operação de produção.

comentários

Outras Notícias

Veja Também