Agência de Tião tenta desmentir Atlas da Violência que coloca o estado no topo da criminalidade


Número de homicídios no Acre apresentou redução, segundo a estatal, com base em dados da própria secretaria de Segurança Pública

SALOMÃO MATOS, DA CONTILNET

Usando o poder da mídia estatal que consome dos cofres públicos mais de R$ 13 milhões por ano, quase o dobro do que é investido na Policia Militar, o governo do Acre tenta confrontar dados nacionais em relação a crescente onda de violência que tomou conta do estado e vem divulgando números próprios de que a criminalidade vem diminuindo.

Segurança afirma que violência diminuiu no Acre/Foto: reprodução

Paralelo ao Atlas da violência, divulgado na semana passada, quando colocou o Acre no topo, como sendo o segundo estado mais violento do país, com crescimento de 352% no número de homicídios, na página oficial da Agência de Notícias do governador Tião Viana, mostra o contrário.

Pelos números oficiais, o Acre ficou atrás somente do Rio de Janeiro, cujo aumento no número de mortes violentas foi de 412%. O levantamento nacional mostrou ainda o Acre como o quarto da federação com a maior variação no número de homicídios registrados nos últimos dez anos.

Mas segundo a agência de notícias do governo, o número de homicídios no Acre segue apresentando redução, com base em dados da própria Secretaria de Segurança Pública, divulgados também na semana passada.

Entre janeiro e junho de 2018, diz a agência, houve redução de 16% no número de mortes no estado enquanto na capital, a redução foi de 38% no mesmo período.

A notícia oficial do governo de Tião Viana, segue dizendo cumprir seu dever constitucional na busca de promover a cultura de paz em todo o estado, o governo tem realizado, através das forças de Segurança Pública, ações preventivas e repressivas no combate à criminalidade.

comentários

Outras Notícias

Veja Também