Moradores relatam, via WhatsApp, detalhes da noite sangrenta promovida pelo Comando Vermelho na Sapolândia


A invasão da fação criminosa, rival do grupo Bonde dos 13, já era esperada, segundo um dos internautas

REDAÇÃO CONTILNET

O relato impressiona. E as mensagens trocadas por moradores do bairro Mocinha Magalhães, em Rio Branco, via grupos do aplicativo WhatsApp, contam detalhes até agora desconhecidos sobre os momentos de terror vivenciados por eles na noite da última quinta-feira (8) – data em que as facções rivais Bonde dos 13 e Comando Vermelho entraram em confronto armado na região conhecida por Sapolândia.

Foram pelo menos dois mortos e três feridos resultantes do tiroteio que visava o domínio da região.

As mensagens trocadas pelo WhatsApp foram obtidas com exclusividade pela reportagem da ContilNet. No momento da troca de tiros, os moradores, trancados em suas casas, comentavam os acontecimentos que se desenrolavam a poucos metros de si.

“Atiraram em um rapaz e levaram outro com eles”, diz um integrante do grupo. “Sim”, confirma outro. “O povo do cv (Comando Vermelho)”, diz um terceiro.

PMs em batida no Mocinha Magalhães, bairro conhecido pela violência/Foto: reprodução

O diálogo virtual prossegue: “Foi agora quase 18:00hs”. “Levaram quem?”. “Misericórdia”. “De qual lado?”. “Levaram um integrante do bonde”. “Não sei quem é”. “ Isso segundo o q falaram”. “Minha nossa”. “Jesus!”.

Vizinhos do local onde se desenrolou o conflito escreveram frases que revelam o medo e a revolta dos que se veem em meio ao fogo cruzado.

“Trinta cara invadiu uma casa dos 13 baleou um e levaram outro com eles”, diz alguém. “Meu amigo disse q o CV já tomou lá”, acrescenta outro.

A chegada do Batalhão de Operações Especiais (Bope) também passa a fazer parte da conversa. “Bope tá dando bacu aqui no mocinha até nos cachorro”. “Já nem tem mais cachorros nas ruas”. “Eles estão todos quietos agora”.

Alguém informa que o tiroteio ocorreu na rua Rua da Maçã. “30 caras msm?”, quer saber um dos membros do grupo. “Mais tiro na sapolandia”, anuncia outro. “Entrou samu e umas viatura da polícia”. “Foi mais de 50 tiros”.

A invasão do Comando Vermelho na região da Sapolândia, dominada pelo Bonde dos 13, já era esperada, revela um dos participantes do grupo.

“Só não tinha hora marcada pra acontecer”, acrescenta o emissor. “Mas tomaram mesmo?”, questiona outro em relação ao território. “Nossa os bairros de Rio branco viraram terras sem lei… lamentável a situação não apenas aqui mas o Brasil todo”, desabafa um terceiro.

Mais tiros, correria, confusão e medo por parte dos moradores sitiados. Os usuários do WhatsApp passam a informar que o rabecão entrou em uma das ruas, e em outra, a da Rua da Banana, começava novo tiroteio.

“Quase no final da rua”, informa alguém.

Essa rua bem que poderia ser ‘sem saída’. Seria a frase perfeita para encerrar uma reportagem que trata sobre a situação deprimente dos acreanos diante do avanço do crime organizado e do descaso dos nossos atuais governantes quanto à segurança de todos nós.

comentários

Outras Notícias

Veja Também