BBC denuncia grupo de acreanas que organizam no WhatsApp viagens até Bolívia por cirurgias plásticas baratas


Por cirurgias plásticas mais baratas, brasileiros organizam no WhatsApp viagens até Bolívia e Venezuela

TON LINDOSO, DA CONTILNET

Com o Dr. Bumbum – médico sem CRM que realizava cirurgias em casa com sua mãe – em cena nos principais jornais e veículos do país, muitos sites passaram a alertar dos cuidados que envolvem uma cirurgia plástica.

A BBC, em uma reportagem veiculada nesta segunda-feira (23), falou que grupos do Acre, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Roraima, Amazonas e Rondônia procuram, em países vizinhos, alternativas mais ‘em conta’ para procedimentos estéticos.

“Segundo médicos e outras pessoas desse ramo ouvidas pela BBC News Brasil, cresceu nos últimos anos a busca, por brasileiros, desses procedimentos em países como a Bolívia e a Venezuela. A ponto de todo um mercado ter se organizado em torno desse filão”, publicou a reportagem.

Cirurgias plásticas em países vizinhos chegam a custar menos da metade do preço no Brasil (Foto: Allan Torres)

Na Internet, é fácil achar páginas dedicadas a isso. “Há inúmeras páginas e grupos no Facebook dedicadas ao assunto. Os interessados criam grupos no WhatsApp, em sua maioria compostos por mulheres, nos quais trocam experiências e organizam as viagens, atraídos principalmente pela oferta de menor preço”.

A reportagem, veiculada inclusive em espaços como o Bem Estar, programa da TV Globo que também está presente na Internet, mostra detalhes e perigos desse tipo de procura. Clique AQUI e veja.

comentários

Outras Notícias

Veja Também