Comandante da PM afirma que existem militares cooperando com as facções: “Já estão sendo monitorados”


Confirmação veio quando Kinpara respondeu a indagação de uma das jornalistas presentes em coletiva

REDAÇÃO CONTILNET

Durante a coletiva realizada na Casa Civil nesta quinta-feira (11), uma informação preocupante foi confirmada pelo Coronel Marcos Kinpara, atual Comandante-Geral da Polícia Militar do Acre (PMAC).

Ao exemplo da notícia de que 25 agentes penitenciários serão demitidos ainda esse ano por “desvio de conduta”, Kinpara confirmou durante a coletiva que também existem policiais militares envolvidos com as facções criminosas que vêm assolando o Estado com homicídios e ameaças à segurança pública.

Coronel Marcos Kinpara (Foto: Reprodução)

A confirmação veio quando Kinpara respondeu a indagação de uma das jornalistas presentes no evento, que havia questionado se o trabalho feito com os agentes penitenciários se estenderia à corporação militar acreana.

“Esse trabalho já está sendo feito. Temos alguns policiais investigados em parceria com a corregedoria da Polícia Militar e com o Ministério Público do Acre (MPAC). Assim que [o envolvimento for] comprovado, eles também serão demitidos. Já estão sendo monitorados”, disse Kinpara.

O governador Tião Viana reforçou logo em seguida que o mesmo procedimento de investigação também é aplicado na Polícia Civil do Acre.

comentários

Outras Notícias

Veja Também