Escola abandonada pelo governo vira quartel-general de facções do crime no Acre


Escola foi abandonada há 3 anos e custou aos cofres públicos mais de R$ 1 milhão

SALOMÃO MATOS, DA CONTILNET

Enquanto o governador Tião Viana, vêm investindo quase R$ 9 milhões na reforma e ampliação de novos presídios no estado, uma escola que custou aos cofres públicos mais de R$ 1 milhão, está abandonada há 3 anos e o prédio, com capacidade para receber até 400 alunos, virou o quartel do crime no bairro João Eduardo, em Rio Branco.

Segundo os moradores, a estrutura da escola que hoje está totalmente depredada, vem sendo usada como esconderijo de bandidos e usuários de drogas.

Este slideshow necessita de JavaScript.

No lugar do quadro negro, onde professores deveriam estar lecionando e escrevendo aos alunos, existem siglas das três maiores facções criminosas que atual no Acre PCC, CV e B13, demarcando os seus territórios.

A secretaria de estado de educação, foi procurada pela reportagem da ContilNet para falar sobre o abandono do prédio escolar, mas ainda não houve retorno.

loading...

comentários

Outras Notícias

Veja Também