Gladson Cameli cobra melhor controle da fronteira; Petecão pede intervenção federal


Petecão cobrou união da bancada acreana para que intervenção aconteça

TON LINDOSO, DA CONTILNET

A violência no Acre virou pauta em Brasília. Dois senadores acreanos falaram sobre a onda de criminalidade e um deles cobrou, inlusive, intervenção das Forças Armadas para coibir a ação de facções.

Um desses preocupados com o aumento da violência no Acre é o senador Gladson Cameli (Progressistas). De acordo com informações da Agência Senado, ele cobrou das autoridades medidas para melhor controlar a fronteira do estado com a Bolívia e o Peru, por onde atuam traficantes.

“Nós temos que fazer um pacto com a sociedade, com as autoridades, com os poderes, para que possamos dar uma resposta para a nossa sociedade. Se a porta de entrada é a fronteira do Acre com o Peru e a Bolívia, nós temos que cobrar uma presença efetiva das autoridades, o fortalecimento das nossas fronteiras, através da Polícia Rodoviária Federal, da Polícia Federal, até mesmo do Exército”.

Gladson cobra melhor controle da fronteira/Foto: Reprodução

Petecão (PSD) foi além e pediu intervenção federal. Ele cobrou união da bancada acreana para que isso aconteça.

“Só estou vindo à tribuna neste dia de hoje porque a situação está insustentável. Eu não estou falando dos crimes rotineiros, estou falando de pessoas decapitadas, pessoas que as fações filmam sendo assassinadas friamente. E eu não estou falando do Rio de Janeiro ou de São Paulo. Estou falando do meu estado, o Acre”.

comentários

Outras Notícias

Veja Também