Gladson defende agronegócio como alternativa econômica ao desenvolvimento do Acre


Em encontro com pecuaristas o senador falou em um novo modelo econômico para o setor

SAIMO MARTINS, PARA CONTILNET

O pré-candidato ao governo estadual e senador Gladson Cameli (Progressistas) usou as redes sociais para destacar sua participação, no último sábado (14), em encontro ocorrido no município de Boca do Acre com pecuaristas acreanos, amazonenses e também de Rondônia. Na ocasião, Cameli defendeu o agronegócio como alternativa econômica para o desenvolvimento do Acre.

Promovido pela Associação de Pecuaristas da Reserva do Purus, o evento debateu, entre outros assuntos, a sustentabilidade e a regularização de terras invadidas na Reserva do Purus.

A organização foi promovida pela Associação de Pecuaristas da Reserva do Purus/Foto: cedida

O senador defendeu um novo modelo econômico para o setor que não seja a Florestania. “Esse foi um tipo de política pública de desenvolvimento que não se traduziu em emprego e renda para a nossa população, que até hoje sofre com o abandono do poder público”, enfatizou.

Segundo ele, a saída mais viável para o Acre é a abertura do mercado para o setor agropecuário e o fortalecimento da agricultura familiar. “Precisamos de uma gestão que tenha como prioridade a zona rural, com intervenções do campo para a cidade”, frisou.

Gladson defendeu a criação de um ambiente de negócio favorável, propício a investimentos de baixo custo e incentivos estatais, capazes de alcançar resultados sociais e econômicos.

Antes de voltar ao Acre, Cameli aproveitou a agenda na cidade de Boca do Acre para visitar o Parque de Exposições onde acontece o evento agropecuário conhecido por Expoboca.

comentários

Outras Notícias

Veja Também