Kinpara tenta desmentir imprensa sobre envolvimento de PMs com crimes, mas há gravações


Durante coletiva à imprensa, Kinpara afirmou que PMs estariam sendo investigados, e se comprovado eles serão demitidos

SALOMÃO MATOS, DA CONTILNET

Mesmo após ter declarado, durante entrevista coletiva na última quinta feira (12), que policiais militares estariam sendo investigados por suposto envolvimento com facções criminosas que atuam no estado entre outros crimes, o comandante da Policia Militar do Acre, Coronel Marcos Kinpara, voltou atrás e agora nega os fatos e diz que a imprensa entendeu errado as suas palavras e esse tipo de conduta não existe dentro da corporação.

A declaração foi dada após Kinpara ao responder a pergunta de uma das jornalistas presentes na coletiva que questionou sobre uma possível atuação de PMs em favor do crime organizado, o comandante falou que “SIM”, a exemplo de agentes penitenciários que também estão em processo de investigação administrativo e que serão inclusive excluídos, caso as investigações se confirmem.

“Esse trabalho já está sendo feito. Temos alguns policiais investigados em parceria com a corregedoria da Polícia Militar e com o Ministério Público do Acre (MPAC). Assim que o envolvimento desses policiais for comprovado, eles também serão demitidos. Já estão sendo monitorados”, declarou Kinpara à imprensa na manhã de ontem

No entanto, por meio de nota explicativa após a repercussão negativa da fala dele junto a corporação, Kinpara voltou atrás e agora diz que foi mal interpretado e ainda culpou os jornalistas por terem “colocado palavras em na boca dele”

Confira nota emitida pelo comandante da Policia Militar do Acre e logo abaixo, áudio da entrevista dele concedida à imprensa acreana:

Como Comandante Geral da Polícia Militar do Acre há apenas 5 meses, temos combatido o crime diuturnamente e apoiado incondicionalmente a tropa. Ontem tivemos grandes vitórias com aprovação da Lei do Vencimento Básico (segurança jurídica salarial), a Atualização da Lei do BH e a Lei prorrogação para os Policiais Militares da Reserva serem reconvocados, que passou de um para dois anos, prorrogáveis por mais dois anos. 

Continuamos motivados e trabalhando em prol de toda a tropa e da Sociedade, sem recuar nunca, e mesmo assim, todos os dias recebemos críticas, comentários raivosos e distorções de nossas falas, que partem de pessoas que não tem nenhum tipo de compromisso com a Corporação, e apenas usam a PMAC de forma politiqueira.

Em nenhum momento afirmamos que existem casos comprovados de policiais militares envolvidos com organizações criminosas, pois sabemos que, até o presente momento, comprovadamente, não existe nenhum policial militar nessa situação.

Ao ser indagado pelos jornalistas se existia na PMAC policiais comprovadamente envolvidos com organizações criminosas, informei que existem apurações em andamento. Todos sabem que qualquer denúncia nesse sentido é apurada pela Corregedoria, como sempre, e que seríamos rigorosos para com eventuais desvios dessa natureza.
Entretanto, oportunistas distorceram as declarações, retirando palavras de contexto com o objetivo de causar conflitos, usando a velha estratégia de dividir para conquistar. 

Devemos ficar atentos para o fato de que o crime tem ramificações em vários setores, e que qualquer tipo de denúncia de envolvimento de apenas um policial militar com o crime organizado deve ser investigada de forma firme e rigorosa, pois não podemos permitir que nossa briosa corporação seja contaminada com esse verdadeiro vírus social que afeta muitas instituições no nosso País.

Exaltamos que a Polícia Militar do Acre é a mais honesta do Brasil e, como Comandante Geral, confio plenamente na tropa que está sob o meu comando e direção. Aqui os bons policiais são a maioria! Os Policiais Militares do Acre são verdadeiros heróis, pois combatem o crime face a face, sob chuva e sol, durante a noite, madrugada e dia. Só venceremos as dificuldades se estivermos juntos e confiantes uns nos outros! O Comando forte precisa da confiança da tropa!

Seguiremos fortes na missão de preservar a ordem pública e garantir o bem estar da sociedade!
Marcos Kinpara – Cel PM
Comandante Geral da PMAC

OUÇA O ÁUDIO CLICANDO AQUI

 

comentários

Outras Notícias

Veja Também