Ney Amorim reduz despesas e Assembleia Legislativa do Acre é a mais econômica do país


Os dados são de uma pesquisa realizada pelo Conselho Regional de Contabilidade de Santa Catarina

REDAÇÃO CONTILNET

Levantamento feito pelo Conselho Regional de Contabilidade de Santa Catarina destaca que o Acre possui o parlamento estadual que menos consome o dinheiro dos contribuintes. O mérito é do atual presidente da Aleac, deputado Ney Amorim (PT), que reduziu as despesas da Casa em 30%, e ainda assim conseguiu conferir maior eficiência ao Legislativo acreano.

De acordo com a pesquisa, a Assembleia Legislativa do Acre apresentou, em 2017, o menor valor gasto por deputado estadual: R$ 5,9 milhões, enquanto a média nacional é de R$ 10,61 milhões per capita. Em seguida, no grupo dos três Legislativos menos dispendiosos, aparecem Amapá (R$ 6,7 mi) e Espírito Santo (R$ 7,0 mi).

Em valores globais, a Aleac teve um custo de R$ 140 milhões, contra R$ 161 mi do Amapá e R$ 186 mi de Sergipe.

Com 24 deputados, Aleac tem o menor custo do país em comparação com os demais parlamentos estaduais/Foto: reprodução

Na outra ponta, no grupo dos mais perdulários, o parlamento de Minas Gerais lidera, com gasto anual total de R$ 1,34 bilhão, seguido por São Paulo (R$ 1,12 bi) e Rio de Janeiro (R$ 756 milhões).

Além de reduzir despesas, Ney Amorim garante ter aumentado a eficiência da produção legislativa e também da prestação de serviços aos acreanos da Capital e do interior do estado.

Ao reduzir 30% dos gastos do Poder Legislativo, Ney possibilitou, inclusive, a devolução, para o Executivo, de parte dos recursos que compõem o orçamento da Assembleia, a fim de garantir o pagamento do 13º salário dos servidores públicos estaduais.

Ney Amorim justificou os cortes com base na crise: “A hora é de apertar o cinto”, disse/Foto: reprodução

Além disso, a iniciativa não teve nenhum impacto sobre a oferta à população de cursos gratuitos de pós-graduação, pré-Enem e outros destinados a portadores de necessidades especiais.

“Trabalhamos muito para enxugar o [custo do] Poder Legislativo, cada vez mais”, afirmou Ney Amorim.

Em relação ao resultado que põe o Acre em destaque no ranking das despesas dos parlamentos estaduais, Ney afirmou encarar o resultado com “tranquilidade”, ao mesmo tempo que a notícia o alegrou.

“O país vive um momento difícil, um momento de crise, e eu acho que todo mundo precisa apertar o cinto”, concluiu.

Outras Notícias

Veja Também