“Nunca vi e nunca gostei”: era essa a impressão que Binho Marques tinha de César Messias


"É muito bom quando a gente descobre que pode gostar (e muito) de quem não é nosso espelho"

WANIA PINHEIRO, DE CONTILNET

O ex-governador Binho Marques disse em uma rede social que não gostava do deputado César Messias, atual deputado federal pelo PSB, e que foi seu vice entre os anos de 2007 até 2010. “Ele estava classificado no meu caderninho no tipo ‘nunca vi e nunca gostei’”, revela Marques.

César Messias e Binho Marques., em campanha no município de Cruzeiro do Sul/Foto: Divulgação

Mas ele conta que depois que andou em Cruzeiro do Sul com Messias, pode perceber que “ele é um cara incrível”. “Foi um grande vice e me ajudou como ninguém a manter o espírito de equipe no time que comandou nosso projeto de inclusão social de 2007 a 2010. Aprendi muito com ele. Devo a ele especialmente o conhecimento profundo de um Acre que eu não conhecia”, lembra.

Veja a postagem do ex-governador:

César Messias e eu

Em 2006, quando ouvi pela primeira vez que o melhor nome para ser meu vice na chapa para o governo do Acre era o César Messias, refutei imediatamente. Fiz todos os discurso que, quem me conhece, (infelizmente) pode imaginar.

Irredutível em desfazer a imagem que tinha sobre a figura, fui levado a uma reunião para conhecer o dito cujo pelo Cacá (sempre o Cacá, melhor santo para causas perdidas não conheço). Seria meu primeiro encontro, mas para mim não faria nenhuma diferença. Ele estava classificado no meu caderninho no tipo “nunca vi e nunca gostei”.

É muito bom quando a gente descobre que pode gostar (e muito) de quem não é nosso espelho.

Saí do encontro mais irritado ainda. Dessa vez irritado comigo mesmo. Eu tinha gostado do cara. Hoje, vendo esta foto tirada em Cruzeiro do Sul, resolvi fazer esta postagem. O César é um cara incrível. Foi um grande vice e me ajudou como ninguém a manter o espírito de equipe no time que comandou nosso projeto de inclusão social de 2007 a 2010.

Aprendi muito com ele. Devo a ele especialmente o conhecimento profundo de um Acre que eu não conhecia. Ele me apresentou o Juruá e particularmente o Mercado de Cruzeiro do Sul como ninguém seria capaz. Amo aquele Mercado, o fumo forte de lá, as cestas, a farinha, todos os tipos de feijão e aquele povo maravilhosamente turrão.

César, meu amigo, você me ensinou principalmente (apesar de, coincidentemente, sermos torcedores apaixonados do Fluminense) que o Mundo não pode ser um FlaXFlu. É muito bom quando a gente descobre que pode gostar (e muito) de quem não é nosso espelho.

César Messias e Binho Marques, durante campanha em 2016

 

comentários

Outras Notícias

Veja Também