“O estado se tornou um faroeste, uma terra sem lei”, diz vereador ao falar sobre onda de violênciaF


O parlamentar afirmou que o governo, por falta de gestão, conseguiu tornar o estado em um "campo minado"

SAIMO MARTINS, PARA CONTILNET

Na manhã desta quarta-feira (11), o vereador N.Lima (PSL) usou a tribuna da Câmara Municipal para dizer que no Acre, os tempos mudaram. Segundo ele o estado deixou de ser um local de pessoas hospitaleiras e trabalhadoras para se tornar “um faroeste, uma terra literalmente sem lei”, ressaltou.

“Nós últimos três dias, o bairro Seis de Agosto registrou tiroteios, o estado deixou de ser visto como um local de pessoas hospitaleiras e trabalhadoras para se tornar um faroeste, totalmente fora de controle e literalmente sem lei. Esse governo por falta de gestão, conseguiu tornar o estado num campo minado de guerra”, declarou.

Samu pede Socorro

O vereador disse ainda que os profissionais do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), estão pedindo socorro com tanta violência após o episódio que tentaram invadir uma ambulância na Cidade do Povo. “Hoje pela manhã assisti a uma entrevista em uma emissora local, e vi a responsável do Samu chorando, pedindo socorro e que Deus os ajude a realizar seus trabalhos. Isso é uma vergonha, mas também vamos esperar o quê deste governo?, um governo que repudia o juiz Sérgio Moro e apoia bandido e criminoso com bom dia ao Lula todos os dias, não podemos esperar outra coisa”, frisou.

comentários

Outras Notícias

Veja Também