Povo Shanenawa realiza festa para reverenciar a cultura e reafirmar a própria identidade


A celebração Nuke Munuti é um encontro de várias aldeias da etnia para reverenciar a comunidade

JORGE NATAL, PARA CONTILNET

Índios da etnia Shanenawa, da Terra Indígena Katukina/Kaxinawá, localizada às margens da BR-364, em Feijó, deram início na última sexta-feira (20) a uma festa que se estende até o domingo (22). Intitulada Nuke Munuti, a celebração é um encontro da várias aldeias da etnia para reverenciar o seu povo. Cantos, caiçuma, atividades esportivas e muita alegria marcam o evento, que está em sua oitava edição.

União da comunidade (Foto: Reprodução)

O cacique Inácio Brandão Shanenawa disse que o objetivo é fortalecer a cultura dentro da mesma nação, incentivando os jovens a praticarem atividades culturais, tirando-os da sociedade “do branco”, que está cheia de violência. “Esta alegria e bem-estar é a prova viva que somos felizes com a nossa filosofia de vida”, argumentou o líder indígena.

Objetivo da festividade é fortalecer a cultura dentro da mesma nação (Foto: Reprodução)

A história do povo Shanenawa é comum àquelas vividas por grande parte das populações indígenas no Acre. No início do século 20, foram vítimas da rápida e violenta ocupação da região em função do extrativismo de caucho e seringa.

Festa cultural se estende até o domingo (22) (Foto: Reprodução)

No processo de desenvolvimento da economia regional, os Shanenawa foram inicialmente alocados como mão-de-obra para o fornecimento de carne e outros bens alimentícios aos trabalhadores dos seringais, sendo posteriormente integrados à própria extração de borracha e à atividade de amansamento dos índios “brabos” na região do Alto Rio Envira.

comentários

Outras Notícias

Veja Também