Sexo na gravidez: ginecologista tira dúvidas: “Nenhuma posição é arriscada”


“É normal a libido da mulher aumentar durante a gestação", diz médico

MARIE CLAIRE

Sexo durante a gestação ainda é um grande tabu para os casais, isso porque há muitas dúvidas em torno do que pode ou não fazer na hora do sexo quando a mulher está grávida. A primeira coisa que você deve saber é: pode fazer sem receio.

“Se a mulher se sente segura e confortável, ela deve fazer, o sexo não fará mal para o bebê e não existe nenhum tipo de contraindicação”, explica a ginecologista e obstetra, Mariana Simões em conversa com a Marie Claire.

A única recomendação da ginecologista é a mulher verificar se tem algum tipo de patologia. “Às mulheres com placenta prévia é contraindicado relação sexual com penetração, por exemplo. Mas se você sabe que está tudo tranquilo durante a gestação, pode fazer tudo na hora do sexo”, diz Mariana.

O maior medo das gestantes é, principalmente, o sexo nos três primeiros meses de gravidez. “O primeiro trimestre é onde as possibilidades de um aborto espontâneo são maiores, mas não significa que ter relações sexuais causará isso”, explica a ginecologista.

A profissional de marketing Caroline Tarelho, de 36 anos, acabou de ter o seu segundo filho. “Na primeira gestação eu tinha bastante medo, tinha acabado de passar por três abortos. Eu e meu marido Luciano conversamos bastante sobre ter relações ou não”, conta.

“Minha médica disse que eu tinha que me sentir segura, então começamos devagar e fomos aumentando o ritmo. Na segunda gestação foi tranquilo porque já não tínhamos esse medo”, disse a fisioterapeuta.

Uma das maiores dúvidas de Caroline e da maioria das gestantes é em relação às posições sexuais e se alguma delas é contraindicada ou arriscada para a mulher grávida.

“Se a mulher se sente segura e confortável ela deve fazer”, diz ginecologista Mariana Simões (Foto: Thinkstock)

“Nenhuma posição é arriscada. A mulher, o casal, é quem vai se adaptar, ver a melhor forma e posição para a barriga. Se o bebê sente alguma coisa? Não, se a mãe está bem e feliz, certamente o bebê vai sentir. Muitas vezes os pais piram, os homens têm mais esse receio de machucar a mulher ou alterar a forma do bebê”, explica Mariana.

Para Caroline, as posições mais confortáveis foram variando conforme a evolução da gestação. “Com o passar do tempo fica mais incômodo, aumenta o cansaço também, porque é uma maratona e fica limitado, aí você tem que arrumar posições mais confortáveis”, diz.

“É normal a libido da mulher aumentar durante a gestação, os hormônios gestacionais estão a todo vapor, cada uma vai sentir de uma forma. O corpo da mulher se modifica, então acaba aumentando o prazer e ela tem orgasmos com mais facilidade”, acrescenta Mariana.

“No começo eu sentia mais vontade, no meio da gestação nem tanto, mas no final voltou a libido. Nas duas gestações foi desse jeito, o psicológico também interfere”, diz Caroline, que sempre conversou com o marido sobre suas vontades (e falta delas).

ENSAIO SENSUAL

“Tem que ter um relacionamento bem aberto com seu marido. Nem sempre rola penetração, mas não quer dizer que não teve sexo, tem que curtir com o parceiro este momento. Se o sexo para você é um tabu, fica difícil ter relações e driblar alguma situação constrangedora”, conta Caroline.

Pensando em manter o tesão do casal durante a gravidez, Caroline e o marido fizeram um ensaio fotográfico sesual durante a gestação. “Pensamos em uma coisa diferente para nos vermos ainda como um casal cheio de vontades”, brinca a fisioterapeura. “Tive a ideia, ele super topou e nós adoramos ver as fotos, manteve a chama acessa.”

DICA DE OURO

“Transar até o último dia de gestação é normal e saudável”, afirma Mariana. A ginecologista dá apenas uma dica para as gestantes, e todas as mulheres em geral: urinar antes e depois do sexo. “Lembrar de urinar antes e depois, porque há uma predisposição nesse momento para ter uma infecção urinária.”

comentários

Outras Notícias

Veja Também