Ulysses permanece na disputa ao governo do Acre: “Continuo apoiando Bittar”


Ulysses disse ainda que em nenhum momento houve negociata envolvendo dinheiro

NANY DAMASCENO E ASTORIGE CARNEIRO, DO CONTILNET

Após uma novela que durou alguns dias, o Coronel Ulysses anunciou na manhã desta sexta-feira (3) que continua na disputa ao governo do Estado nas eleições de 2018.

Ele afirma que a imprensa foi enganada e reforçou que o diálogo existiu entre as equipes, mas que as divergências foram maiores, impedindo que as ideias defendidas pelos candidatos Ulysses e Gladson Cameli chegassem a um consenso.

“Um diálogo entre minha equipe e a do outro candidato da oposição realmente foi aberto. Não tive contato em nenhum momento com ele, e muito menos negociei algum tipo de valor para sair da disputa. Verificamos se havia possibilidade de união de projetos, mas nosso conteúdo programático não é o mesmo. Temos apenas o mesmo objetivo: tirar o partido que está no poder no Acre. As ideias deles são diferentes. Eles defendem Geraldo Alckmin para presidente, e nós defendemos Jair Bolsonaro para a presidência”, disse o coronel.

“NÓS SOMOS A VERDADEIRA MUDANÇA PARA O ACRE”

Ao som da frase “Nós apoiamos Jair Bolsonaro para presidente”, os apoiadores da coletiva aplaudiram freneticamente o candidato do PSL, que afirmou que ele e sua equipe são “a verdadeira mudança para o Acre”.

“Em nenhum momento nossa candidatura foi retirada, não assinei nenhum documento, em momento algum. Nós somos a mudança para o Acre”, declarou.

Ulysses disse ainda que em nenhum momento houve negociata envolvendo dinheiro. “Cinco milhões é muito dinheiro, mas nem cinco, nem dez milhões compram nossa honra”, afirmou Ulysses, que também declarou que “nenhum outro candidato está preparado para enfrentar a onda de criminalidade”.

APOIO A MÁRCIO BITTAR

O coronel disse que continua apoiando o candidato Márcio Bittar como segunda opção de voto: “Minha segunda opção continua sendo o candidato Márcio Bittar, isso nunca mudou”.

 

comentários

Outras Notícias

Veja Também