Em um ano, atendimentos por problemas respiratórios aumentaram quase 70% em Rio Branco


Situação se agrava devido às queimadas que se intensificam neste período do ano

ASTORIGE CARNEIRO, DA CONTILNET

O tempo seco e o aumento das queimadas nas zonas urbanas continuam gerando problemas de saúde na população. De acordo com informações do Corpo de Bombeiros do Acre, de 1º de janeiro a 1º de agosto deste ano, já foram feitos 2.143 atendimentos por problemas respiratórios na Capital.

No mesmo período em 2017, este número foi de 1.421 – um aumento de quase 70% nos casos. A situação se complica devido ao tempo seco, que, combinado com a falta de chuvas e ao aumento de 30% das queimadas urbanas, dificulta ainda mais o tratamento de quem possui asma, bronquite, sinusite e outras inflamações respiratórias.

Queimadas contribuem para ocorrências de dificuldades respiratórias (Foto: Reprodução)

“É um aumento considerável, e nossa equipe está sempre reforçando à população: não queimem. Quando souber de alguma ocorrência, entre em contato através do 193 ou 190 que nossas equipes estão de prontidão para impedir esses atos criminosos. Além de contribuir para o mal-estar devido ao aumento da sensação de calor, também atrapalha quem enfrenta problemas respiratórios”, explicou o tenente Marcelo Andrade.

 

comentários

Outras Notícias

Veja Também