Marcus Alexandre se diz novo, mas defende continuísmo do governo de Tião Viana


Para Alexandre, governo de Tião é referência na geração de emprego, industria e desenvolvimento humano e educacional

Foto capa SALOMÃO MATOS, DO CONTILNET

#PartiuAcre

O fracasso do desenvolvimento sustentável de proteção ao meio ambiente no Acre pode ter aberto uma brecha para a exploração de novos pontos turísticos no estado, dado os inúmeros esgotos espalhados em Rio Branco, onde o aumento da população de jacarés está virando atração para quem passa, mesmo nos centros urbanos.

#PartiuAcre II

Na principal avenida da capital acreana, a Getúlio Vargas, por exemplo, bem nas proximidades da Federação do Comércio, Teatro Plácido de Castro e o Sesc Bosque, foi construído até um pequeno mirante para observação dos répteis de medem até dois metros de comprimento. Quem passa no local, diz que a secretaria de Turismo bem poderia disponibilizar máscaras para que pudessem permanecer mais tempo no mirante fazendo fotografias dos animais, já que o cheiro insuportável afasta a visitação.

ESTAMOS DE OLHO

A reportagem do Fantástico destacando o pagamentos de diárias, recebimento de prêmios e cursos feitos por gestores e vereadores geralmente realizados em estados no litoral do Nordeste, aguçou ainda mais a cachola desse Lamparina que não  perde uma leitura do Diário Oficial do Estado.

NA CONTA DO PAPA

No mês passado, num esforço tremendo e recebendo cada um R$ 5 mil em diárias, pelo menos quatro vereadores de Rio Branco, tiveram que se deslocar até o litoral nordestino para participar de um curso de capacitação legislativa em Fortaleza.  As despesas pagas, que somaram R$ 20 mil, ficou por conta dos cofres do município, ou seja, o contribuinte. Ah… ia esquecendo, olha!!! Os vereadores esforçados no aprendizado lá no litoral foram Rodrigo Forneck (PT), Eduardo Farias (PCdoB), Dankar (PT), e Célio Gadelha (PSDB).

MESMA TECLA

Apesar de se apresentar ao eleitorado acreano com a proposta de “o novo”, de inovação, anti os governos anteriores, mesmo que esses sejam do mesmo partido, o pré-candidato ao governo, Marcus Alexandre (PT), continua propagando a ideia de que o Acre vive o seu melhor momento econômico frente a industrialização, geração de emprego e caminha à passos de ganso no avanço dos índices de desenvolvimento humano. Sem contar a velha gabolice, (como não fosse obrigação de qualquer gestor), de pagar o funcionalismo público em dia. Comentários nesse sentido, são postados com frequência por Alexandre em seu micro blog no twitter. Veja:

NA CONTRA-MÃO

Em relação o ensino infantil, o advogado Ediney Muniz, lembrou bem que Marcus Alexandre, enquanto era prefeito, por não acompanhar com zelo o que ocorria na Secretaria Municipal de Educação, acabou permitindo que milhões de reais que deveriam ser investidos em melhorias de escolas e creches da educação infantil fossem cancelados por irregularidades e pendências administrativas. Os dados são do Sistema de Monitoramento e Execução da Educação (SIMEC).

SOCORRO!!!

As obras canceladas foram do PAC2 e do PAR – Plano de Ações Articuladas. As obras, deveriam atender crianças visando a melhoria do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB). O cancelamento envolve várias irregularidades, que vão desde a ausência de prestação de contas, ausência de acompanhamento das obras, carência no envio de informações ao MEC, e o mais grave: a negativa da prefeitura no envio do Plano de Ações Articuladas. Enfim, vai sobrar para a Socorro pedir socorro lá no MEC e tentar remendar isso. Eu hemmm?

INSANIDADE

Conversando com gente simples no interior do Acre, nesse fim de semana, lá em Porto Acre, muitos colonos que me conhecem enquanto jornalista, perguntavam se mesmo preso Lula ainda pode ser candidato. Bom, eu disse que não tenho a resposta (ainda) mas na cabeça deles, dizem que não votam em ninguém condenado por crime de corrupção e quem defende ladrão, para eles, é bandido, maluco ou insano.

REVOLUÇÃO

Por falar em Porto Acre, berço da Revolução Acreana, que completa nesta segunda-feira (6), 116 anos da integração do Acre, ao restante da federação, o município ainda engatinha no atraso do desenvolvimento de toda ordem.

REVOLUÇÃO II

Da falta de ramais para escoar as produções, centros e postos de saúde, escola de qualidade, creches, ausência do poder público no tocante às áreas de segurança pública, saneamento básico e até a falta de agências bancárias ou dos correios, o atual prefeito Bené Damasceno (PROS), leva o tempo arrematando galinhas nos bingos na única pracinha da Vila do Incra e fumando o seu cigarrinho de palha igual um caipora e vai tudo muito bem obrigado.

REVOLUÇÃO III

Ainda falando de Porto Acre, o Tribunal de Contas, (já que os vereadores do município não fazem o seu papel fiscalizador), bem que poderia fazer uma visitinha na secretaria de Finanças da prefeitura, para saber de fato onde estão sendo investidos os milhões que, semanalmente, o prefeito o Bené vem assinando em contratos, compras e etc…e ainda publicando tudinho no Diário Oficial. Ah… sem contar o pagamento de diárias e contratações sem concurso público. É só uma sugestãozinha vi,  Naluh?

Aproveitando que hoje é feriado, o Lamparina vai ali molhar o pavio.  Quem sabe com mais claridade, eu enxergo algum político honesto pra poder votar em outubro não é mesmo? Fui!

comentários