MPE e TCE fazem vista grossa para compras sem licitações feitas pelo governo do Acre, diz colunista


Só para não deixar de citar um exemplo, essa semana a Secretaria de Saúde gastou mais de meio milhão de reais na compra de sandálias havaianas, shampoo, condicionador, cortador de unha e até pente de cabelo

SALOMÃO MATOS, DA CONTILNET

DISTANTE

O sonho do eleitorado acreano que almeja o surgimento de novas lideranças políticas e colocar por terra a hegemonia dos que ano após ano continuam a se eleger por falta de opção do povo nas urnas, parece vai ter que esperar mais um pouquinho.

SEM PALAVRA

Das seis opções que o eleitor do Acre teria para escolher o próximo governador do Acre nas eleições deste ano, pelo menos dois já jogaram a toalha em meio a uma série de especulações de que teriam se “vendido” e entregue de mãos beijadas a candidatura aos seus oponentes com mais força de capital.

IDEAIS DE VIDRO

Longe dos discursos apaixonados, ideologias sem princípios ou mesmo homens sem pulso firme e que sustentem as suas palavras penduradas por um arame ou uma linha podre o que se vê, são jogos de interesses ou homens que não podem sonhar e sequer imaginar um maço de garoupas nadando em suas carteiras.

DESILUSÃO

Pode parecer meio que masoquista, mas a leitura obrigatória diária desse Lamparina aqui, é abrir logo cedo o Diário Oficial para acompanhar os absurdos de compras e licitações, tanto das prefeituras quanto do governo, entidades e autarquias. Recomendo a leitura, mas só no caso se aceitar, também não fiquem indignados em ver tanta roubalheira e não poder fazer absolutamente nada viu?

MÃO GRANDE

O que mais me impressionada (JURO) é o descaramento dos gestores que além de meter a “mão grande” e na “cara dura”, ainda oficializam tudo bonitinho, nos conformes “da Lei” com seus parágrafos e incisos. Enquanto isso, os órgãos fiscalizadores, diga-se o Ministério Público Estadual e Tribunal de Contas, sem contar os parlamentares, todos são cegos, mudos e surdos nesse quesito do código e parágrafo único da falta de vergonha na cara.

MÃO GRANDE II

Só para não deixar de citar um exemplo, essa semana a Secretaria de Saúde gastou mais de meio milhão de reais na compra de sandálias havaianas, shampoo, condicionador, cortador de unha e até pente de cabelo.

E DAÍ?

Ora, diz a Sesacre que esses materiais serão usados nas unidades de saúde na região do Alto Acre. Afinal de contas, qual cidadão que ao chegar em um centro ou posto de saúde para consulta foi recebido com um par de sandálias para se sentir mais confortável? Quantos pacientes receberam tratamentos de massagem capilar ou serviços de manicure enquanto aguardam pelo médico? Todo mundo, não é mesmo? Hahahahaha

LEI DOS FRACOS

Por falar em ineficiência, o Ministério Público e órgãos de Meio Ambiente no Acre são rigorosos quando a senhorinha lá da rua Baguarí no Taquarí, ateia fogo nas folhas da ingazeira. A multa para a senhorinha é pesada. No entanto,  esses mesmos órgãos que “fiscalizam”, não tomam nenhuma providências para responsabilizar o fogo no aterro sanitário que faz adoecer com a sua fumaça tóxica quem vive nas imediações.

POLUIÇÃO

Ontem á noite, fui obrigado a tomar a Via Verde e passar nas imediações do referido aterro sanitário que queima faz mais de uma semana e ninguém faz absolutamente nada. Juro, fiquei preocupado com aquela fumaça tóxica e principalmente com quem reside naquela região. Se apenas ao passar rapidamente pela estrada e sentir toda aquela fumaça no meu nariz, hoje amanheci com gripe e garganta inflamada, posso então fazer ideia como anda a saúde de crianças, idosos e todos os moradores que são obrigados a conviver com esse descaso.

DEMOCRACIA

A convenção do PDT na noite desta quinta-feira (2), no Hotel Resort mostrou uma festa pra lá de bonita. Gente animada e aguerrida referendando as suas candidaturas e fazendo promessas de sonhos por dias melhores. Não tenho simpatia pela sigla e muito menos com outras agremiações partidárias. No entanto, fiquei deveras feliz por estar ali e sentir que a esperança no povo de que a democracia possa um dia fazer parte de nossas vidas. Escolher bem os seus representantes é obrigação do povo. Votar errado e em quem não vale o que o gato enterra é querer amargar mais tempo sem poder sonhar de novo.

E como sonhar não custa nada assim como a querosene que alimenta o meu pavio, esse Lamparina vai ali na farmácia comprar um Cataflan e algo que possa minimizar a fumaça tóxica que engoli ontem no aterro sanitário do governo. Fui!

comentários

Outras Notícias

Veja Também