“Nenhuma decisão foi tomada”, diz Ulysses sobre possível acordo com Gladson Cameli


REDAÇÃO CONTILNET

Em publicação postada na página oficial do Facebook, o Coronel Ulysses falou sobre alguns pontos que se tornaram assuntos de postagens na mídia acreana na última quarta-feira (1). Entre elas, está o possível acordo que seria firmado com o pré-candidato Gladson Cameli (Progressista). “Uma aliança tem sido buscada pelo candidato [Cameli] junto ao nosso grupo político, com o objetivo de unir a oposição para juntos derrotarmos o inimigo em comum, que é o PT”, disse Ulysses.

O Coronel, que, segundo as últimas pesquisas tem 8% das intenções de votos, diz que esta é uma decisão que está sendo tomada junto com o diretório nacional e que, possivelmente, se pronunciará na tarde de sexta-feira (2).

Confira a nota na íntegra:

BOM DIA!!! Venho Compartilhar com todos os nossos seguidores o que tem acontecido nessas últimas horas.

Em primeiro lugar dizer que a nossa vida e a nossa carreira sempre foi baseada em luta, determinação e muita coragem. Não é diferente a nossa candidatura. Servir e proteger sempre foi o nosso lema, por isso sirvo ao meu Estado com devoção e, se preciso for, com sacrifício.

Gostaria de dizer também que não conversei com ninguém da imprensa e não dei nenhuma das notícias que hoje correm nas matérias divulgadas. Sendo que todas as notícias que falam ao nosso respeito, não passam de mera especulação e até mentiras.

Uma aliança tem sido buscada pelo candidato Gladson Cameli junto ao nosso grupo político, com o objetivo de unir toda a oposição para juntos derrotarmos o inimigo comum que é o PT.

Até o momento nenhuma decisão foi tomada em definitivo, pois estamos em conversas internas, inclusive, envolvendo o Diretório Nacional do PSL que se pronunciará até o final da tarde de sexta-feira.

Nesse sentido estamos ouvindo as nossas bases e atentos a vontade de toda a população. Todavia, a nossa decisão será baseada no que é melhor para o Acre.

Hoje temos quase 8% da intenção de votos da população, razão pela qual agradeço a todas essas pessoas pela confiança em nós depositada. A vcs todo o nosso respeito e carinho.

Peço a todos paciência, compreensão e apoio, pois trata-se de uma decisão extremamente difícil que influenciará na vida futura de todas as pessoas do Acre.

“O político pode brigar com padre, com o Papa, com o advogado, com o promotor, com o juiz, MENOS COM SUA EXCELÊNCIA O ELEITOR”. (Ulysses Guimarães).

comentários

Outras Notícias

Veja Também