Programa de auditório na Expoacre promove troca de experiências em negócios


Sebrae improvisa estúdio de TV e exibe entrevistas ao vivo com empresários de sucesso

ASCOM

Mostrar exemplos de experiências bem-sucedidas no mercado e o caminho a ser percorrido para alcançar o sucesso são o foco do programa de entrevistas intitulado “Linha do Tempo Empresarial” que vem sendo apresentado todas as noites da Expoacre no centro do espaço Sebrae.

Para tanto, o Sebrae montou uma estrutura semelhante a um estúdio de televisão equipado com pufes e arquibancada para acomodação da plateia, que reúne estudantes e empresários mantendo a casa sempre cheia.

De acordo com Claúdio Miranda, analista técnico do Sebrae e apresentador do projeto, o objetivo da instituição é envolver os novos empreendedores em uma dinâmica diferente, por meio da troca de experiências com pessoas que já estão no mercado. “Para quem está chegando e tem a sua ideia, é o momento de dizer, ‘não posso parar’, e fazer com que a sua ideia seja implementada. O Sebrae está aí para ajudar”.

O Sebrae montou uma estrutura semelhante a um estúdio de televisão equipado/Foto: Reprodução

Diretora executiva de vendas da Mary Kay Brasil, Sinara Miranda foi uma das empresárias convidadas para mostrar os desafios de empreender. Com 10 anos de trabalho na área de produtos cosméticos, a executiva argumentou que projetos como o “Linha do Tempo” são essenciais para quem está começando.

“Nesse momento eles são como esponjas, estão absorvendo um pouco daquilo que passamos, então procurei passar que eles acreditem em seus sonhos e sempre busquem conhecimento”, relata Sinara.

Sentada com a plateia e atenta a todos os conselhos, Cainá Azevedo, estudante de contabilidade e membro do Grupo Sustentabilidade – idealizador de projetos tecnológicos que solucionem déficits da educação -, destaca a importância de conhecer histórias de pessoas que iniciaram com pouco recurso e conseguiram crescer. “A gente vê a caminhada deles para chegar até aqui. Tiveram dificuldades, passaram por todas as etapas, mas se tornaram empreendedores de sucesso e isso nos incentiva”, observa Cainá.

comentários

Outras Notícias

Veja Também