Tião Viana desobedece recomendação do TCE e nomeia oito novos cargos comissionados


Somados os valores nos últimos cinco meses da gestão do petista, as novas contratações custarão ao erário R$ 150 mil

SAIMO MARTINS, PARA CONTILNET
O governador Tião Viana (PT), nomeou oito novos servidores para ocupar cargo em comissão em secretarias estaduais. As nomeações foram publicadas no Diário oficial do Estado (DOE), da sexta-feira (10).
O estado do Acre gasta 54% da receita somente com pagamento de funcionários. O valor é 5% superior ao que é permitido pela lei de responsabilidade fiscal e, por isso, o Tribunal de Contas do Acre (TCE) pediu explicações referentes aos gastos do governo.

Servidores vão atuar na Secretaria de Saúde, SAI e Seop/Foto: Ilustrativa/Reprodução

Em abril deste ano a chefe da Casa civil, Márcia Regina, disse á um site local que o governo está ciente do limite ultrapassado e que teria quatro meses para se ajustar as normas impostas pelo TCE.
A primeira orientação repassada por Sérgio Cunha Mendonça, procurador do Ministério Público de Contas, é que  o estado reduza os gastos com cargos comissionados e função de confiança em pelo menos 20%. Se isso não for suficiente,  trabalhar sobre os servidores que não são estáveis ainda.
Custos  dos novos nomeados por Tião
Os novos nomeados irão ocupar cargos na Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), Secretaria de Estado de Articulação Institucional (SAI) e Secretaria de Estado de Infraestrutura e Obras Públicas (Seop). A nomeação em CEC-7, uma das mais altas do estado, custa aos cofres públicos por mês, o valor de R$ 7.740 reais
Juntos, os oito novos servidores, custarão, mensalmente, R$ 30.008,00 (trinta mil e oito reais). Se somado o valor pelos últimos cinco meses restantes da gestão, as novas contratações custarão ao erário público a quantia de R$ 150.400,00 (cento e cinquenta mil e quatrocentos reais).

loading...

comentários

Outras Notícias

Veja Também