União familiar marcou a 4ª etapa da Prova dos Três Tambores na Expoacre 2018


Competição organizada pela NBHA-Acre está em sua oitava edição

ASTORIGE CARNEIRO, DA CONTILNET

Crianças e adultos se encontraram na Arena de Rodeio da Expoacre 2018 para participar da quarta etapa da Prova dos Três Tambores. A competição é uma das provas equestres mais aguardadas pela população, e na última quinta-feira (2), reuniu cerca de 70 competidores para mostrar as habilidades nas 130 passadas da prova.

Quarta etapa aconteceu na Expoacre 2018 (Foto: Reprodução)

A competição, que celebra sua oitava edição neste ano, é organizada e coordenada pela NBHA-Acre. Cida Valadão, 43 anos, é uma das diretoras da federação, e destacou à equipe da ContilNet que o tambor é diferente de qualquer outro esporte, pois existe no centro dele um elemento de união familiar muito forte.

Prova possui competidores do nível infantil ao adulto (Foto: Reprodução)

“Nós vemos pais, mães e filhos correndo na arena, se fortalecendo enquanto família. Como são várias famílias, podemos ver crianças de até 4 anos de idade e adultos com mais de 40 anos com seus cavalos. Nós também estamos muito orgulhosos da categoria especial, que traz os paratletas para abrilhantar ainda mais a festa”, disse Cida.

Cida Valadão (no centro), uma das coordenadoras da NBHA-AC (Foto: Reprodução)

A organizadora também reforçou a importância de não estressar os animais no evento: “É preciso reforçar a afinidade entre cavalo e competidor, e não perturbá-la. Os cavalos são animais muito sensíveis, então não usamos fogos nem nada muito ‘gritante’ para não estressá-los”.

DE MÃE PARA FILHA

Renata Zamora, 44 anos, foi uma das competidoras da noite. Renata é pecuarista e explica que a Prova dos Três Tambores possui uma ligação afetiva muito forte com sua família: começou com seu pai, passou para ela, e agora, a filha de Renata, Clara Zamora (14 anos de idade), também se uniu à mãe na arena para competir.

“É uma herança de família”, disse Renata Zamora (Foto: Reprodução)

“É uma herança de família. Participo desde criança da competição. Já ganhei Expoacre 2015, e cheguei a participar de competições fora do Estado. Uma delas é a Prova do Haras Rafaella, em São Paulo. Aqui no Acre temos um fenômeno maravilhoso, que é o envolvimento de pessoas mais velhas com os cavalos. É um envolvimento que faz muito bem para todos. A Expoacre abrilhanta essa prova, além de ser um evento muito familiar. É um evento que reúne familiares dentro e fora da arena”, disse Renata.

Clique AQUI e confira o registro oficial do evento.

CONFIRA OS VENCEDORES DA QUARTA ETAPA

 

comentários

Outras Notícias

Veja Também