Detento foge do presídio e Iapen apura se houve falha de agentes ou facilitação da saída


O preso ficou conhecido após fugir da Polícia Civil e publicar em seguida na rede social que havia tido "um livramento de Deus"

REDAÇÃO CONTILNET

Maxwel Viana do Nascimento, 33 anos, está sendo procurado pelas forças de segurança do estado desde a última sexta-feira (07). Ele estava preso na unidade penitenciária Francisco d’Oliveira Conde (Foc) e desapareceu da cela do pavilhão onde ficam os detentos em circunstância provisória “misteriosamente”.

O homem estava preso suspeito pelo crime de tráfico desde o dia 20 de junho deste ano e ficou conhecido após na primeira tentativa de prendê-lo, em março deste ano, fugir da Polícia Civil e publicar em seguida na rede social que havia tido “um livramento de Deus”.

Maxwell estava alojado na cela 11 do pavilhão “F”, hoje mais conhecido como provisório e no alojamento não foi encontrado qualquer buraco que pudesse ajudá-lo a escapar, levantando a hipótese de que ele usou outros artifícios para escapar da cadeia.

O diretor do Instituto de Administração Penitenciária (Iapen), Aberson Carvalho disse estar ciente da situação e abriu um procedimento administrativo para apurar como se deu a fuga.

“Nos estamos analisando as imagens das câmeras de segurança para saber como ele conseguiu fugir e saber também se houve algum tipo de facilitação, enquanto isso o detento aguenta sendo procurado pela polícia”, disse o diretor.

Na manhã desta quarta-feira (12) o Iapen divulgou uma nota de esclarecimento onde afirma que está apurando as circunstâncias da fuga do preso por meio da Corregedoria. Confira a nota na íntegra:

comentários

Outras Notícias

Veja Também