Sinhasique afirma que Lago do Amor é impróprio para a realização de hidroterapia


O lago estaria em desconformidade com as normas da Associação Brasileira de Fisioterapia Aquática

ASCOM

A deputada estadual Eliane Sinhasique (MDB) declarou, na manhã desta terça-feira (11), que profissionais de fisioterapia estão insatisfeitos com a serventia do Lago do Amor para a hidroterapia. Segundo eles, o lago está em desconformidade com as normas da Associação Brasileira de Fisioterapia Aquática (ABFA).

“Conversei com profissionais de fisioterapia que estão estarrecidos com a informação de que o Lago do Amor para a prática de recuperação hídrica para pacientes com traumas”.

Deputada Eliane Sinhasique/Foto: reprodução

Segundo a ABFA, o chão em volta da piscina deve ser antiderrapante e de preferência antitérmico. A escada para a entrada dos pacientes à piscina devem conter degraus largos e barras de proteção dos dois lados. Já dentro da piscina, nas paredes, devem conter barras fixadas as mesmas. A piscina deve ser tratada com cloro e/ou salinização e ozônio, dentre outras.

“Mais uma vez, o Governo do Estado quer inventar moda, fazer hidroterapia num lago que não segue nenhuma das normas técnicas. Ele tenta justificar o investimento de milhões nesse lago afirmando que servirá para pacientes do Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia do Acre (INTO), mas não é isso que acontece”.

Sinhasique diz que o verdadeiro objetivo do lago, que será inaugurado na quinta-feira (13), é embelezar, valorizar, a entrada do Ipê, condomínio onde mora o governador Tião Viana. “Se o objetivo fosse ajudar as pessoas com trauma, o Into teria sido concluído, pois hoje funciona apenas uma ala”, critica a parlamentar.

comentários

Outras Notícias

Veja Também