Ao lado de Gladson, Beatriz Cameli, viúva de Orleir, se emociona ao votar pela primeira vez


Para ela não trata-se de coincidência, mas de sincronicidade o destino político de Gladson ligado ao do tio Orleir Cameli

REDAÇÃO CONTILNET

Conhecida em todo Acre por sua solidariedade ao próximo e sensibilidade à cultura e à natureza, a ex-primeira-dama do Acre e viúva do ex-governador Orleir Cameli (In memorian), Beatriz Cameli, permanece habitando no Vale do Juruá, onde há quase 40 anos deixou o Peru para se dedicar à família e ao povo acreano.

Dedicada atualmente às causas sociais, como a gerência da Casa Maria Madalena, um espaço terapêutico para adolescentes femininas dependentes químicas baseado na espiritualidade, trabalho e convivência, dona Beth, como é popularmente conhecida, vive as eleições deste 7 de outubro de 2018 de maneira emocionante. Ela votou pela primeira vez em sua vida, às 10h, na escola de primeiro grau Rêgo Barros.

Ao lado de Gladson, Beatriz Cameli, viúva de Orleir/Foto: Ascom

Beatriz Cameli foi naturalizada brasileira em 2014, mas não foi às urnas porque se recuperava de uma cirurgia. Hoje, ela fez questão de votar ao lado do sobrinho Gladson Cameli, candidato ao governo do Acre, e provavelmente, eleito no primeiro turno, assumindo o lugar deixado pelo seu esposo há 20 anos quando decidiu não disputar a reeleição no ano de 1998.

Para ela não trata-se de coincidência, mas de sincronicidade quando relaciona a história que ligou o destino político de Gladson ao do tio Orleir Cameli. “Desde os 12 anos ele calçava os sapatos e vestia as roupas iguais ao do tio. Ele herdou dele a coragem, determinação, intrepidez e ousadia para alcançar o que sonha”, disse ela.

Beatriz Cameli, viúva de Orleir/Foto: cedida

Beatriz comenta ainda que Gladson foi “contra vento e maré” quando fala da aceitação dos familiares com a entrada do senador no mundo político. No entanto, ela destaca sua admiração pelo sobrinho e também sonha e acredita em um futuro melhor. “O Acre espera que ele faça um trabalho para as pessoas. Eu sei que ele trabalha de boa vontade pelo Acre”, enfatizou.

comentários

Outras Notícias

Veja Também