Em fiscalização, promotor encontra alimentos vencidos sendo servidos para crianças em escola de Xapuri


Em uma prateleira da escola foram encontrados 22 pacotes de bolachas salgadas com prazo de validade vencidos

REDAÇÃO CONTILNET

Em fiscalização na Escola Municipal de Ensino infantil Zaine Kalume, em Xapuri, ocorrida na manhã da segunda-feira (8), o promotor de justiça do Ministério Público, José Lucivan Nery de Lima, encontrou alimentos com data de consumo vencida sendo oferecidos aos alunos durante a merenda escolar.

Em uma prateleira da despensa da escola, foram encontrados 22 pacotes de bolachas salgadas com prazo de validade vencidos. Este mesmo alimento pouco antes da inspeção, já havia sido distribuído entre as crianças e aparentava textura mole, o que já é um indício de que estava imprópria para o consumo. Além das bolachas foram identificados outros materiais com prazo de consumo vencidos.

A inspeção foi realizada pelo promotor de justiça, José Lucivan/Foto: reprodução

Questionada sobre a situação, a coordenadora administrativa da escola, Sidirlene Matias, informou que os alimentos são deixados pela Secretaria de Educação na escola uma vez por mês, que o cardápio da merenda seria feito com base em recomendações de nutricionistas e naquela mesma semana havia recebido orientações de que a bolacha ainda serviria para o consumo.

A secretaria de educação de Xapuri também foi procurada e a secretária, Fernanda Abreu, negou que tivesse encaminhado alimento vencido a escola inspecionada, mas de acordo com o relatório do promotor de justiça, no estoque da secretaria, foi identificado que a maioria dos alimentos estariam com seus prazos de validade próximos ao vencimento, o que pode contradizer a secretária, já que envia os bens de consumo a cada escola.

Bolachas foram encontradas fora do prazo de validade/Foto: reprodução

No cumprimento do dever, o promotor acionou a vigilância sanitária, que fez a apreensão dos alimentos vencidos na instituição de ensino. A coordenadora da escola foi instruída a conferir o prazo de validade dos alimentos antes de receber e a secretaria de educação, foi instruída a solicitar prazos de validade mais estendidos aos fornecedores, bem como orientá-la sobre a forma correta de armazenamento. Em outra escola o promotor detectou armazene tô incorreto de alimentos em freezers da unidade.

comentários

Outras Notícias

Veja Também