MP investiga médico que atende pacientes como neurologista sem possuir título


De acordo com informações, o profissional divulga ser especialista. Conduta é vedada, conforme presidente do CRM/AC


A Promotora de Justiça Especializada de Defesa do Consumidor do Ministério Público do Estado do Acre (MPAC), Alessandra Marques, instaurou o processo de n° 06.2017, com o objetivo de apurar procedimento investigatório com a finalidade de averiguar possíveis irregularidades existentes no exercício da medicina por parte do médico Leonardo Diel (CRM nº 590/AC).

Leonardo Diel/Foto: reprodução Rede Amazônica

De acordo com denúncia, o profissional estaria atendendo pacientes tanto em seu consultório particular como na Policlínica da Polícia Militar como especialista em neurologia e neurocirurgia, sem possuir título de especialização.

Informações dão conta de que o profissional divulga ser especialista, conduta que é vedada, de acordo com a presidente do CRM/AC, Leuda Maria da Silva Dávalos.

Médico se apresenta como neurologista/Foto: reprodução

“O médico devidamente registrado no CRM é livre para atuar em quaisquer ramos da medicina. Porém, há restrição quanto à divulgação, pois o profissional só pode anunciar títulos de especialidades registradas no órgão fiscalizador”, explicou.

O Ministério Público solicitou ao CRM/AC fiscalização no consultório do médico, com o intuito de melhor instruir os autos do procedimento.

comentários

Outras Notícias

Veja Também