Polícia Federal, MPF e ICMBio prendem quatro pessoas por desmatamento ilegal


As acusações são: desmatamento de áreas da União, invasão de terras públicas, porte de arma de fogo e utilização de motosserra sem registro

REDAÇÃO CONTILNET

A Polícia Federal, o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e o Ministério Público Federal (MPF) do Acre realizaram na quinta-feira (11) uma fiscalização em uma área desmatada que fica na Reserva Arapixi, no Amazonas, resultando na prisão de quatro pessoas.

As pessoas foram flagradas em uma barreira durante uma ação conjunta e estão sendo apontados como suspeitos dos crimes de desmatamento de áreas da União, invasão de terras públicas, porte de arma de fogo e utilização de motosserra sem registro.

Material apreendido/Foto: divulgação

Toda a operação contou com o sobrevoo de aeronaves para buscar a possível identificação dos acusados e a extensão do que teria sido o estrago causado pela devastação. Os acusados foram levados para a Superintendência da Polícia Federal, em Rio Branco, para serem ouvidos e devem ficar presos até a análise do caso em audiência de custódia.

Arapixi é uma reserva extrativista que 133.637 hectares e foi criada por um decreto presidencial em 21 de junho de 2006. A gestão da área é de responsabilidade do próprio ICMBio

Aeronave da Polícia Federal/Foto: divulgação

Outras Notícias

Veja Também