PT aluga oito veículos para campanha de Marcus Alexandre, não paga e gera prejuízo de R$ 31 mil


Proprietários de 5 ônibus e 3 automóveis prometem recorrer à justiça caso o partido não solucione a situação

SAIMO MARTINS, DO CONTILNET

Oito proprietários de ônibus e carros de pequeno porte denunciaram com exclusividade ao Portal ContilNet, na manhã desta terça-feira (9), que levaram um calote do diretório financeiro do Partido dos Trabalhadores (PT) durante a campanha de Marcus Alexandre ao governo do estado.

Segundo relato de um dos donos de ônibus, que não quis se identificar temendo represálias, o contrato foi firmado e assinado por ambas as partes, contudo, após a derrota de Alexandre ao governo do estado representantes do PT não cumpriram o contrato.

O homem disse por telefone que os proprietários dos ônibus levaram um “calote” de R$ 26 mil por parte da equipe de Marcus. “A gente alugou nossos veículos para uso na campanha no dia 5 de setembro, com validade até o término das eleições. Porém, era para eles terem efetuado o pagamento na última sexta-feira (5), porém eles não pagaram e nem dão nenhuma satisfação”, revelou.

De acordo com informações repassadas pelo responsável de um dos  veículos alugados, ao assinar o contrato ele  recrutou um motorista e firmou um acordo contando com o valor que seria pago pela equipe petista. “Eu estou sendo cobrado pelo motorista que contratei todos os dias, afinal, ele trabalhou durante um mês e precisa receber. Na mesma situação estão os donos de carros pequenos. Eles alugaram seus veículos pelo valor de R$ 1.800,00, mas não receberam até agora”, ressaltou indignado.

Os ônibus foram alugados para fazer o transporte da equipe de campanha de Alexandre nos municípios do interior do estado do Acre, como Porto Acre, Xapuri, dentre outros. O contrato assinado pelo denunciante, de número n° 037/2018, foi assinado pela administradora financeira Maria Sumária Nunes e regvistrado em cartório.

O denunciante afirmou que pretende buscar seus direitos junto à justiça. “Se eles não resolverem isso, vou entrar na justiça, pois tenho todos os documentos e testemunhas. Só quero receber o que tenho direito”, concluiu.

 

Outras Notícias

Veja Também