Rio Branco, Acre,





A relação entre banho quente e o combate à depressão, segundo a Ciência


Banhos quentes regulares podem ajudar pessoas com depressão. Estudo de universidade alemã mostra que a prática pode superar os benefícios do exercício físico enquanto tratamento

BEM ESTAR

Banhos quentes regulares podem ajudar a melhorar o ânimo de pessoas com depressão.

A conclusão é de um estudo conduzido por pesquisadores da Universidade de Freiburg, na Alemanha, e tem a ver com nosso ritmo circadiano, ou seja, com mudanças físicas e bioquímicas que o corpo sofre ao longo do dia – o nosso relógio biológico. Assista ao vídeo

Na depressão, esse padrão é frequentemente interrompido.

/Foto: Reprodução

Os pesquisadores afirmam que um bom banho à tarde, com temperatura na casa dos 40°C por até 30 minutos, ajuda a elevar a temperatura do corpo e restaurar o ritmo circadiano. Também melhora o padrão de sono.

A depressão é o mais comum dos transtornos mentais, mas sua causa principal ainda é desconhecida.

Dados de 2015 da Organização Mundial da Saúde (OMS) apontam que 11,5 milhões de brasileiros (ou quase 6% da população) sofriam com a doença no período.

O tratamento inclui normalmente terapia, exercícios e antidepressivos.

Mas o estudo conduzido na Alemanha afirma que o banho pode superar os benefícios do exercício físico, além de ser um tratamento mais acessível para aqueles com depressão leve ou moderada.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários




Outras Notícias

Veja Também