Acreano faz cadastro no Uber e descobre que já tinha conta ativa há dois anos em Minas Gerais


O denunciante destacou que a direção do Uber se negou a prestar mais informações sobre o caso

SAIMO MARTINS, DO CONTILNET

Um acreano, que não quis se identificar, fez uma denúncia ao Portal ContilNet na manhã desta sexta-feira (30), para dizer que o aplicativo Uber apresenta falhas que podem gerar graves consequências aos usuários. Segundo relatos, o homem ressaltou que, ao fazer um cadastro no aplicativo, descobriu que já estava cadastrado na empresa como motorista, porém, no Estado de Minas Gerais.

“Na última semana, eu fui no escritório da Uber, no centro da cidade e fui fazer meu cadastramento, lá disseram que era para esperar a efetivação. Após uma semana, descobri que tinha um cadastro feito em meu nome lá em Minas Gerais, detalhe: eu nunca fui lá”, destacou.

/Foto: Reprodução

O denunciante frisou ainda que tentou saber mais informações sobre o caso, mas a empresa se omitiu a dar mais detalhes. “Quando viram que não era eu, não me disseram mais nada”, salientou.

Segundo o homem que tentou se cadastrar para obter uma renda extra, tendo em vista que ele está desempregado, o mesmo tentou refazer o cadastro, no entanto, teve uma desagradável surpresa. “Tentei fazer outro cadastro, mas disseram que eu estava banido do Uber, mas não me disseram o motivo. A única coisa que falaram era que eu tinha feito 26 corridas”, explicou.

O trabalhador, juntamente com seu irmão, disse que ainda hoje pretende fazer um Boletim de Ocorrência contra a Uber, para que, após apurados os fatos, busque seus direitos na justiça. “Eu vou buscar meus direitos, usaram meu nome sem eu nunca ter ido em Minas. E o pior, eu nem sei quem usou meu nome e nem o que fizeram de errado para estar banido do aplicativo”, relatou. Porém, ele não se identificou devido à possíveis represálias dos motoristas do aplicativo no Estado.

comentários

Outras Notícias

Veja Também