Americano recebe transplante facial após tentativa de suicídio


Eu tenho um nariz e uma boca para poder sorrir, falar e comer alimentos sólidos novamente”, agradece.

HYPESCIENCE

Este é o antes e depois da cirurgia de transplante facial do americano Cameron Underwood, de 26 anos, que teve o rosto desfigurado em uma tentativa de suicídio em 2016.

A operação foi realizada por médicos do Centro de Saúde Langone da Universidade Estadual de Nova York (EUA).

Underwood afirmou que agora não recebe “tantos olhares ou perguntas de estranhos”. “Eu tenho um nariz e uma boca para poder sorrir, falar e comer alimentos sólidos novamente”, agradece.

Recuperação

Underwood atirou em seu próprio rosto dois anos atrás. No incidente, perdeu o nariz, a maior parte do maxilar inferior e todos os dentes, exceto um.

Cameron Underwood (direita) antes do incidente

“Estou muito grato por ter um transplante de rosto, porque isso me dá uma segunda chance na vida”, disse durante uma entrevista coletiva em Nova York na última quinta-feira (29). “Eu pude voltar a muitas das atividades que eu amo, como estar ao ar livre, praticar esportes e passar tempo com meus amigos e familiares. Espero voltar a trabalhar em breve e um dia começar uma família”.

Transplante facial: histórico

Em janeiro deste ano, uma equipe de mais de 100 médicos realizou uma cirurgia de 25 horas em Underwood. O procedimento foi liderado pelo Dr. Eduardo D. Rodriguez, que disse que, juntamente com os avanços da medicina, foi a determinação de Underwood em sobreviver que ajudou a tornar a operação um sucesso.

“No final, é tudo sobre o paciente. Cameron assumiu os compromissos necessários”, disse

A cirurgia ocorreu apenas 18 meses após a tentativa de suicídio, o menor período de tempo entre lesão e cirurgia na história dos transplantes faciais americanos. Desde o primeiro transplante em 2005, mais de 40 foram realizados em todo o mundo.

O Dr. Rodriguez transplantou e reconstruiu a mandíbula superior e inferior do jovem, incluindo todos os 32 dentes e gengivas. O teto e o chão de sua boca, as pálpebras e o nariz inferiores foram substituídos e sua língua precisou de reconstrução.

O Centro Langone esclareceu que essa operação foi o transplante de rosto tecnologicamente mais avançado e o primeiro que fez uso de uma máscara facial de doador impressa em 3D nos EUA.

veja a matéria completa clicando aqui.

comentários

Outras Notícias

Veja Também