Apoiadores de Lula desmontam acampamento em Curitiba; vigília continua


O acampamento mantinha atividades políticas e culturais desde a data da prisão do ex-presidente, em 7 de abril de 2018

EXAME

Apoiadores do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) desmontaram, na última quinta-feira, 8, o acampamento Marisa Letícia, que fica a um quilômetro da sede da Polícia Federal de Curitiba.

O acampamento mantinha atividades políticas e culturais desde a data da prisão de Lula, que aconteceu em 7 de abril de 2018. Lula foi condenado a cumprir a pena de doze anos e um mês de prisão por lavagem de dinheiro e corrupção.

Acampamento em Curitiba/Foto: Rodolfo Buhrer/Reuters

A decisão foi tomada por segurança e falta de dinheiro, segundo nota do acampamento publicada pelo UOL. “Por medida de segurança, uma vez que já sofremos sete atentados e responderemos a quatro processos judiciais, ainda hoje sofremos diversas ameaças, e por cortes de gastos e por número reduzido de pessoas, o acampamento opta em transformar a luta do espaço físico fixo para uma luta itinerante e virtual”.

A reportagem tentou contato com o acampamento, mas, até o momento do fechamento deste texto, não obteve resposta.

comentários

Outras Notícias

Veja Também