Após exonerar primeiros comissionados, Tião Viana começa “degola dos medalhões” do Palácio Rio Branco


Até agora, o governador já demitiu mais de 500 cargos em comissão e de funções de confiança

SALOMÃO MATOS, DO CONTILNET

Após já ter passado a “degola” em mais de 400 cargos do baixo clero de sua administração, o governador do Acre, Tião Viana (PT), vem se vendo obrigado a exonerar também os “medalhões” do alto escalão do Palácio Rio Branco, como parte do processo de transição e entrega da folha de pagamento sem nenhuma função comissionada.

Tião Viana já exonerou mais de 500 pessoas/Foto: Reprodução

Na manhã desta quarta-feira (07), por exemplo, nomes conhecidos como de Benedito Walter Damasceno, Francys Meire Alves e até Mauro Jorge Ribeiro, esse último que ocupava cargo de Diretor-Geral da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Acre (FAPAC) foram exonerados por Tião Viana.

Até agora, mais de 500 cargos em comissão e de funções de confiança já foram exonerados, os quais recebiam salário entre R$ 3 e R$ 10 mil por mês, onerando a folha de pagamento em mais de R$ 257 milhões, motivo esse, de advertência pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), por extrapolar os limites de gastos com pessoal referente a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

comentários

Outras Notícias

Veja Também