Equipes de transição de Tião Viana e Gladson Cameli fazem primeira reunião operacional


O primeiro encontro entre as equipes de transição de governo ocorreu na tarde desta terça-feira (6)

SAIMO MARTINS, DO CONTILNET

Na tarde desta terça-feira (6) ocorreu, na sede do Instituto de Previdência do Estado do Acre (Acreprevidência), em Rio Branco, a primeira reunião entre as equipes de transição do governo de Tião Viana (PT) e do governador eleito Gladson Cameli (Progressistas). No encontro, foram abordados diversos assuntos referentes às contas públicas do estado do Acre. Na ocasião, a chefe da Casa Civil, Márcia Regina, disse que as constantes exonerações do governo têm por objetivo diminuir as despesas do governo.

Regina ressaltou ainda que pretende terminar esse processo de transição até o inicio de dezembro. “Espero que tudo transcorra normalmente, pois a grande beneficiada será a população do Acre”, disse ela.

Primeira reunião oficial entre as equipes de transição do governo/Foto: cedida

Questionada sobre a enxurrada de exonerações constantes no Diário Oficial do Estado (DOE), que já passam dos 400 servidores comissionados demitidos, ela frisou que o procedimento é de praxe em reta final de gestão. “Precisamos liberar a administração para a nova gestão. Então, nesse caso, é natural que os cargos sejam exonerados para ser entregues livres”, reiterou.

A atual chefe de governo de Tião Viana destacou que, em fase de processo de transição, algumas atividades de governo já se encerraram, “por isso estamos fazendo essa antecipação para terminar o mais rápido possível’, salientou.

Equipe de Gladson aguarda os dados oficiais para se manifestar sobre eles/Foto: cedida

Porém, Regina frisou que as atividades de estado serão mantidas normalmente, como por exemplo, nas áreas de saúde, educação e segurança. Conforme explicado, essas não sofrerão nenhuma alteração. Quanto aos pagamentos de fim de ano, Márcia Regina garantiu que os servidores terão seus respectivos salários pagos em dia. “Nossa folha de pagamento é editada anualmente, claro que o país passa por dificuldades. Esperamos que nada ocorra além do programado, pois estamos trabalhando para cumprir calendário”, explicou.

O advogado José Ribamar Trindade, representante da equipe de Gladson Cameli, relatou que já tem alguns dados sobre a atual situação do Acre. “Temos dados extraoficiais, contudo, vamos esperar, por parte da gestão atual, o repasse dos números oficiais para nos manifestar sobre eles”, declarou José Ribamar.

comentários

Outras Notícias

Veja Também