Gás de cozinha fica mais caro no Acre; preços chegam a R$ 85


O aumento deve ser entre 8,2% a 9%, no caso do GLP para embalagens de até 13 kg

TON LINDOSO, DO CONTILNET

A Petrobras decidiu e o gás de cozinha deve aumentar entre 8,2% a 9%, no caso do GLP (Gás Liquefeito de Petróleo) para embalagens de até 13 kg. De acordo com informações do Sindigás, que representa as empresas distribuidoras, o reajuste foi decidido na terça-feira (6).

No Acre, a reportagem do ContilNet apurou que, em alguns estabelecimentos comerciais, esses valores chegam a R$ 85, de acordo com um aplicativo de uma empresa distribuidora de gás de botijão (GLP).

Reprodução

Desde janeiro, a estatal reajusta o botijão de gás trimestralmente. Em janeiro e abril, os valores foram reduzidos e em julho, elevado. O ContilNet não conseguiu apurar valores em regiões mais remotas do estado – o que se sabe é que, no mês de julho, justamente em um desses aumentos anunciados, o preço ultrapassou o valor de R$ 100,00 em municípios como Jordão e Santa Rosa.

comentários

Outras Notícias

Veja Também