Jorge Viana e Sérgio Petecão votam a favor de reajuste salarial para ministros do STF


Efeito cascata poderá acarretar impacto de R$ 4 bilhões nas contas públicas

REDAÇÃO CONTILNET

Com os votos de Jorge Viana (PT) e Sérgio Petecão (PSD), o Senado da República aprovou nesta quarta-feira (7) um reajuste salarial de 16,38% para os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e para o titular da Procuradoria-Geral da República (PGR). Gladson Cameli (Progressistas) não compareceu à sessão.

Os proventos dos ministros do STF e do titular da PGR passam de R$ 33,7 mil para R$ 39,2 mil. O placar foi de 41 votos favoráveis ao aumento, 16 contrários e uma abstenção.

Matéria estava engavetado no Senado desde 2016/Foto: reprodução

Aprovada em 2016 na Câmara dos Deputados, a proposta desde então estava engavetada na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado.

Após aprovado na sessão desta quarta, o projeto irá para sanção presidencial. O emedebista Michel Temer (MDB) pode vetar o reajuste, se assim desejar.

comentários

Outras Notícias

Veja Também