Prefeitura apresenta Mapeamento da Juventude Negra de Rio Branco



A Prefeitura de Rio Branco, por meio da secretaria Adjunta de Políticas de Promoção de Igualdade Racial (Seadpir), apresentou nesta segunda-feira (19), no auditório da Paróquia São Sebastião, o Mapeamento da Juventude Negra de Rio Branco. Resultado de pesquisa e oficinas realizadas ao longo de quatro meses com 19 mil jovens de vários bairros da capital, o documento vai subsidiar o poder público na elaboração do Plano Municipal de Prevenção e Combate à Violência Contra a Juventude Negra.

Durante as oficinas realizadas na Baixada, Montanhês, Cidade Nova e na Fundação Garibaldi Brasil, mais de 100 propostas foram apresentadas pelos jovens. As sugestões devem ser incorporadas ao Plano Municipal da Juventude, elaborado em 2011.

Apresentação do mapeamento/Foto: Ascom

O Mapeamento envolveu jovens de Rio Branco que atuam em movimentos culturais como capoeira, hip hop e vários outros. Foram identificados 106 grupos sociais, esportivos e religiosos.

O presidente do Conselho Municipal de Promoção de Igualdade Racial, Igor Ramon, considera importante que a Prefeitura tenha esse diagnóstico da juventude a partir do recorte étnico-racial e espera que as secretarias municipais tratem o tema de forma transversal. Igor acredita que, postos os resultados, “a Prefeitura de Rio Branco estará apta a alcançar essa juventude negra com políticas públicas efetivas que atendam suas demandas”.

O diagnóstico da realidade sócio cultural da juventude negra aponta o que já existe de intervenção por parte da Prefeitura e onde as políticas públicas devem chegar com maior urgência. A titular da Seadpir, Elza Lopes, explica que, a partir dos dados obtidos, há uma maior clareza da realidade desses jovens e do nível de sua vulnerabilidade social. “Será possível construir, com a juventude negra, políticas públicas que colaborem com a cultura de paz e com a garantia de direitos e fortalecimento da identidade negra”.

comentários

Outras Notícias

Veja Também