Tião Viana afirma que saída dos médicos cubanos comprometerá a vida de milhões de pessoas


Segundo o governador do Acre, os poderosos não estão preocupados com a saída dos médicos cubanos do país

SAIMO MARTINS, DO CONTILNET

O governador do estado do Acre, Tião Viana (PT), usou sua conta no Twitter nesta sexta-feira (16) para lamentar a saída dos médicos cubanos do Brasil. Segundo Tião Viana, o fim dessa parceria comprometerá a vida de milhões de pessoas no país.

O governador disse que os “poderosos”, em especial, o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), não estão preocupados com as consequências dessa medida anunciada pelo governo cubano. “Para os poderosos não importa o aumento da mortalidade infantil, que estará já em curso ou das doenças evitáveis, as quais comprometerão a qualidade de vida de milhões”, enfatizou.

Tião Viana ponderou também que, além da saúde de milhares de pessoas em risco, o custo da saúde no Brasil tenderá a aumentar consideravelmente, uma vez que o governo terá que investir na contratação de milhares de médicos para poder assim, suprir a saída dos profissionais de Cuba.

Em rejeição ao presidente eleito no último dia 28 de outubro, Bolsonaro, Cuba anunciou a saída de mais de 9.000 médicos, encerrando assim o fim da parceria do programa Mais Médicos.

Outras Notícias

Veja Também