Delegado que botou ordem em Santa Rosa e Manoel Urbano é transferido para Acrelândia


Samuel Mendes comemorou conquistas após a transferência de município

ASCOM

O delegado da Polícia Civil, Samuel Mendes, anunciou que deixará de atuar, nos próximos dias, nos municípios acreanos de Santa Rosa do Purus e Manoel Urbano. Uma portaria assinada pela Secretaria de Polícia Civil informou sua transferência para o município de Acrelândia, cidade distante a 102 km de Rio Branco, da qual já prepara seu campo de trabalho. Antes de deixar as duas cidades, o delegado foi homenageado por policiais, gestores bem como pela sociedade em geral.

Delegado Samuel Mendes/Foto: reprodução

Em menos de um ano, Mendes alcançou resultados satisfatórios e dignos de elogios. Além de comandar operações especiais que resultaram nas prisões dos principais membros de organizações criminosas que atuavam em Manoel Urbano e Santa Rosa, o delegado fez forte embate na repressão ao tráfico internacional de drogas e atuou ainda na apreensão de armas de fogo. O resultado do forte embate foi na redução significativa dos índices de roubos e furtos nas duas cidades.

Samuel Mendes também conseguiu reduzir a zero o número de homicídios nesses municípios, fator que ocorreu em plena alta nas taxas de mortes violentas no Acre, em 2018, em decorrência dos confrontos entre facções.

Apesar da falta de estrutura e efetivo, Mendes também realizou um trabalho social da qual os moradores prestam agradecimentos; A implementação do serviço de emissão de Carteiras de Identidade. Em plena era da informatização, a população murbanense era obrigada a se deslocar quase 100km na cidade vizinha para conseguir emitir um Registro Geral (RG). Uma parceria entre a delegacia e o Poder Judiciário possibilitou a comodidade aos munícipes bem como a reforma do prédio de atendimento.

Samuel Mendes comemorou conquistas após a transferência de município

Em Santa Rosa do Purus houve também prisões importantes por crime contra a Administração Pública. Um funcionário conseguiu desviar mais de meio milhão de reais em apenas cinco meses. Com investigação e determinação, foi possível a prisão com êxito do acusado. O processo ainda corre na justiça acreana.

Samuel também foi responsável pelas prisões dos acusados pela morte do médico Rosaldo Aguiar, o doutor Baba, assassinado em outubro deste ano na cidade de Feijó. O caso ganhou repercussão nacional tendo em vista que o médico era figura conhecida pelo trabalho social que desempenhava e por erguer em plena Amazônia a “Casa Hollywood”. Em poucas horas, os suspeitos foram presos graças à diligência do delegado e de sua equipe.

Samuel já prepara o terreno em Acrelândia. Por lá, a cidade tem ganhado destaque negativo pelo aumento desenfreado da violência por causa do tráfico de drogas. A população já aguarda o delegado de braços abertos com esperança de dias melhores.

Outras Notícias

Veja Também