Futuro diretor do Iapen, Lucas Bolzoni diz que presos terão que trabalhar, produzir e estudar


Bolzoni destacou que somente com disciplina será retomado o controle dos presídios no estado das mãos das facções

SAIMO MARTINS, DO CONTILNET

O agente penitenciário Lucas Bolzoni, foi anunciado como o novo diretor do Instituto Penitenciário do Acre (Iapen) pelo vice-governador Major Rocha (PSDB) na manhã desta sexta-feira (7). Em entrevista ao ContilNet, Bolzoni afirmou que o novo governo estadual pretende implantar um novo modelo de gestão nos presídios. Um deles é fazer com que os presidiários tenham disciplina e uma rotina diária para que eles não tenham tempo de articular ações criminosas.

Lucas Bolzoni/Foto: ContilNet

Primeiro, o futuro diretor acrescentou que é preciso resolver a questão da superlotação, algo que dificulta o trabalho dos agentes. “A prioridade será a retomada dos presídios acreanos que estão sob comando de facções criminosas. Primeiramente, temos mais de 2 mil vagas para novos presos. Vamos colocá-los nessas áreas para, a partir daí, termos um controle maior da rotina dos presos”, ponderou.

Bolzoni ressaltou ainda que o objetivo do novo governo de Gladson Cameli (PP) é fazer com que os presidiários não tragam tantas despesas aos estado. “Vamos colocar eles para trabalhar, estudar e produzir. Só assim irão sair da moleza pela qual eles se encontram”, frisou.

Com as medidas, o diretor anunciado por Rocha enfatizou que os presidiários não terão tempo para articular ações criminosas. “Isso vai dificultar o acesso deles aqui fora, pois estarão ocupados”, finalizou.

comentários

Outras Notícias

Veja Também