Rio Branco, Acre,





Imagem revela quarto usado nos supostos abusos de João de Deus


Uma quantia um pouco superior a R$ 400 mil e cinco armas de fogo foram apreendidas pela polícia durante a vistoria

NOTÍCIAS AO MINUTO

Um quarto com poltronas, estátuas religiosas e diversos porta-retratos dentro da Casa Dom Inácio de Loyola, em Abadiânia, teria sido o local em que mulheres relatam terem sido abusadas pelo médium João de Deus, preso em caráter preventivo desde o último domingo (16). O líder religioso nega as acusações.

O cômodo vistoriado pela Polícia Civil, que servia para atendimentos espirituais individualizados, tinha uma entrada com uma porta de vidro e uma sala de espera com algumas cadeiras. Em seguida há o quarto e, por fim, um banheiro. Embora não exista uma divisória entre a sala de espera e os outros ambientes, autoridades indicaram que quem está no primeiro ambiente não consegue ver o quarto, ou o banheiro.

Notícias ao Minuto

/Foto: Reprodução/TV Globo

Uma quantia um pouco superior a R$ 400 mil e cinco armas de fogo foram apreendidas pela polícia durante a vistoria. O armamento e parte do montante estavam guardados no fundo falso de um armário.

João de Deus está preso desde o último domingo (16), quando se entregou às autoridades policiais. O médium está em uma cela de 16 metros quadrados do Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia (GO).

Nesta quarta-feira, ministro Nefi Cordeiro, do STJ (Superior Tribunal de Justiça), negou o pedido de habeas corpus para libertar João de Deus.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários









Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Outras Notícias

Veja Também