Menor passa por ‘tribunal de facção’, se finge de morto e escapa da morte no interior do Acre


Cerca de dez homens são suspeitos de terem participado da tentativa de homicídio

SAIMO MARTINS, DO CONTILNET

Um jovem, cujo nome ainda não foi divulgado pelas autoridades, nasceu de novo. Isso porque, na madrugada de sexta-feira (30), uma facção criminosa decidiu pôr fim à sua vida. Ele foi atingido com várias facadas e pauladas, além de ter tido parte do corpo queimado. A tentativa de homicídio ocorreu no município de Epitaciolândia.

Cerca de dez homens são suspeitos de terem participado da tentativa de homicídio/Foto: Reprodução

De acordo com informações de testemunhas, o rapaz é menor de idade e foi abordado por três homens em plena luz do dia. Ameaçado de morte, ele foi levado para uma casa onde já haviam cerca de 10 pessoas lhe esperando para cometer as atrocidades.

Relatos indicam que o grupo pertence à uma facção criminosa rival, da qual, supostamente, o jovem fazia parte. O menor foi torturado por horas, sendo furado e espancado várias vezes. Depois, os envolvidos levaram o corpo até uma ponte, onde o menor se fingiu de morto. Os criminosos, achando que tinham executado o rapaz, foram embora.

O menor conseguiu chegar à uma casa próxima e pediu socorro, sendo encaminhado ao hospital da região. O menor não corre risco de vida. As perfurações não atingiram órgão letais, segundo os médicos.

A Polícia Militar também foi acionada e já está na busca dos suspeitos pela tentativa de assassinato. O caso está em investigação.

comentários

Outras Notícias

Veja Também