Rio Acre apresenta elevação e capital pode enfrentar nova cheia histórica, segundo Bombeiros


Volume de água do Rio Acre já está quatro vezes maior que o registrado no mesmo dia em 2015

SALOMÃO MATOS, DO CONTILNET

O assessor de comunicação do Corpo de Bombeiros no Acre, Major Cláudio Falcão, informou na manhã desta terça-feira (04), que é grande a possibilidade de uma enchente do Rio Acre, a exemplo do que ocorreu no ano de 2015, (a maior já registrada no estado), quando o manancial transbordou atingindo mais de 18 metros de profundidade e desabrigando milhares de famílias.

Segundo o oficial bombeiro, o volume de chuvas que caíram no mês de novembro e início de dezembro, fez com que o Rio Acre apresentasse elevação considerável, alcançando na régua de monitoramento, 8 m e 32 cm, ou seja, quatro vezes maior que o apresentado nos registros de 2015 no mesmo período.

Imagens de Rio Branco durante a cheia do Rio Acre, em 2015/Foto: Sérgio Vale/Secom

“A Defesa Civil está fazendo monitoramento constante do Rio Acre e seus afluentes. Apesar do nível do rio estar hoje fora do alcance de alagamento, o volume de água apresentado é muito maior do que o mesmo dia em 2015, sendo possível que enfrentemos a maior enchente já registrada na história acreana”, alerta.

Rio Juruá

Em Cruzeiro do Sul, onde a enchente do Rio Juruá continua castigando a população cruzeirense, o manancial, segundo o coordenador da Defesa Civil Municipal, Capitão Rômulo Barros, amanheceu com o volume de água marcando 13 m e 47 cm.

Na segunda maior cidade do Acre, pelo menos nove bairros já foram atingidos pela enchente e, ao menos, mil famílias foram afetadas pelo transbordo do Rio Juruá.

O prefeito da cidade, Ilderley Cordeiro, disse que só vai decretar situação de emergência se as chuvas se intensificarem ainda mais e o nível do Rio Juruá atingir a marca de 13 m e 60 cm.

Outras Notícias

Veja Também