Rio Branco, Acre,





Foto capa

Pimenta no Reino

Acreano selecionado para o BBB19 é acusado, em rede social, de agressão à ex-mulher


Em postagem no Facebook, Maíra Menezes ironizou a escalação de Vanderson para o reality show

Foto capa ARCHIBALDO ANTUNES, DO CONTILNET

O preço da fama

Tão logo divulgada a notícia de que o acreano Vanderson Brito integra o time de participantes do programa Big Brother Brasil 2019, da Rede Globo, a rede social Facebook foi sacudida por postagens que o denunciam por suposta agressão física.

Cheio de manias

Biólogo e educador indígena, Vanderson se descreve como um sujeito cheio de manias, entre as quais roer as unhas e mexer no cabelo, que ele se recusa a cortar há três anos. Entre aos seus hobbies constam jogos de videogame, a fascinação pelos heróis dos quadrinhos e a paixão pelo cinema.

Múltiplas habilidades

Aos 35 anos de idade, o novo participante do BBB19 se diz apreciador da cultura indígena. Doutorando em Ciência da Educação na Universidade Nacional de Rosário, em Buenos Aires, na Argentina, Vanderson faz questão de alardear seu gosto pelo crochê. Aí abaixo, um trecho de sua apresentação para o programa.

Lado obscuro

Mas o perfil divulgado pela produção do reality show contrasta com a denúncia de que Vanderson teria agredido a ex-companheira, Maíra Menezes. Em seu perfil na rede social Facebook, ela fez referência, na noite desta quarta-feira (9), ao passado que lhe deixou cicatrizes emocionais.

Reação

Sem citar o nome do novo brother, ‘Maí Ra’, como se apresenta, começou por ironizar a escolha de Vanderson para participar do programa da Globo. “Agressor de mulheres no BBB”, postou ela, incluindo emojis de aplausos.

Desabafo

A repercussão foi imediata, resultando em muitas curtidas e inúmeros comentários de apoio. Minutos depois, Maíra voltou à carga, desta vez em um texto mais detalhado. Disse ela o seguinte: “Imagina vc abrir seu celular cheio de mensagens das suas amigas perguntando como eu estava. O rosto do meu ex agressor estava por toda parte, por toda internet”.

Amor ferido

“Meu Deus, só eu sei o que eu vivi. Típico relacionamento abusivo que terminou com uma agressão. Eu terminei ainda amando mas sabia que ele ia me bater de novo. Na época, com 18/19 anos, não tive coragem de fazer denúncia”, diz ainda a referida postagem.

Temor

Ante as manifestações de apoio, Maíra publicou novo post, em que dizia estar com medo de tocar no assunto outra vez, mas o fez pela ‘força’ recebida, às centenas, pelos internautas. A suposta agressão teria ocorrido em 2012.

Nome ao boi

O nome do acreano participante do BBB aparece apenas nos comentários. “Conheço o Vanderson e não conhecia esse lado de agressor. Tô perplexa!”, disse uma internauta.

Vozes discordantes

Mas houve quem discordou da iniciativa da denunciante. Kaio Mello questionou o porquê de só agora, seis anos depois da suposta violência doméstica, a decisão de Maíra em expor o caso ao público: “Você teve tempo e horas de sobra, eu entendo seu lado sim perfeitamente mas porque decidiu vim viraliza agora que ele está no programa? Que finalidade tem isso prejudica ele ou tenta monstra que ele não lhe tratou bem? Acho que você deveria ter pensando um pouco antes de viraliza isso depois de anos… estranho isso”, comentou.

Viralizou

No Instagram, Vanderson também virou polêmica. Há mais denúncias de maus-tratos contra ele e também de supostos assédios a mulheres comprometidas. A fama da nova celebridade do Big Brother Brasil, pelo visto, não será motivo de orgulho para os acreanos. E já há pessoas se organizando para boicotá-lo nas votações do Paredão.

Quiproquó

A ‘reforma administrativa’ promovida na prefeitura de Senador Guiomard, decorrente da ascensão ao cargo do presidente da Câmara, Gilson Pessoa, causou polêmica no município pela nomeação de Sebastião Pereira para a Secretaria de Obras e de Carlos Afonso Lima para a Educação.

A grande família

Ocorre que Sebastião e Carlos, por obra do acaso, são casados, respectivamente, com as vereadoras Maria Melo (Progressistas) e Cláudia Lima (PT).

Juro que acredito

No release enviado às redações pela assessoria do novo prefeito do Quinari, a versão oficial é que as nomeações se deram com base em critérios técnicos.

Curso histórico

Vale lembrar que o prefeito André Maia (PSD) está preso na carceragem da Polícia Federal, acusado de desvio de dinheiro público, e o seu vice, Judson Costa, renunciou ao cargo alegando ‘motivos pessoais’. Com isso, o presidente do Legislativo municipal foi guindado ao cargo no Executivo. A propósito, ele é mais conhecido por ‘Gilson da Funerária’. E pelo visto acaba de providenciar o enterro da ética.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários

Outras Notícias