Rio Branco, Acre,





Governo Gladson Cameli retoma obras inacabadas da UPA de Cruzeiro do Sul


Com 22 leitos, Unidade de Pronto Atendimento está inacabada, apesar de ter constatado como ‘inaugurada’ na gestão do governo passado

SECOM

O Governo do Estado do Acre, por meio da Secretaria de Infraestrutura e Desenvolvimento Urbano (Seinfra), vai retomar a construção da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Cruzeiro do Sul, no Vale do Juruá.

Prevista para ser entregue funcionando, pela administração estadual passada, a UPA foi deixada inacabada, faltando rebocos, pisos e as instalações de portas e tampas do serviço de esgotamento sanitário.

Secretários Thiago Caetano (Obras) e Alysson Bestene (Saúde) em vistoria técnica na UPA de Cruzeiro do Sul (Foto: Secom)

No dia 21 de dezembro do ano passado, o governo anterior anunciava a inauguração do prédio, a um custo de R$ 4,5 milhões, numa contrapartida de R$ 2 milhões do Ministério da Saúde, e o restante, de recursos do próprio Governo do Estado. Mas o que se vê são salas com a alvenaria incompleta, além de outros serviços que não foram devidamente concluídos.

Nesta semana, a unidade foi incluída como obra prioritária do plano de 100 dias do governo Gladson Cameli. Uma vistoria técnica, realizada pelo secretário de Obras, Thiago Caetano, e pelo secretário de Saúde, Alysson Bestene, permitiu aos secretários saber exatamente quanto de serviço deverá ser feito, para que a UPA, realmente, possa receber equipamentos hospitalares, mobiliário e os servidores em saúde.

Obras inacabadas foram vistoriadas pelos secretários de Obras e de Saúde, na UPA de Cruzeiro do Sul (Foto: Secom)

“Estamos incluindo essa obra como prioritária para os 100 dias de governo porque ela foi inaugurada apenas em tese. Falta muito ainda para o seu funcionamento, algo que será sanado nesses 100 dias”, ressalta Caetano.

Depois de pronta, a UPA de Cruzeiro do Sul terá mais de 2,2 mil metros quadrados com 22 leitos separados para homens, mulheres e crianças, além das salas de observação individual e de urgência.

Quando estiver funcionando, a unidade vai atender, além de Cruzeiro do Sul, a população dos municípios de Mâncio Lima e Rodrigues Alves, no Acre, e de Guajará, no Amazonas, alcançando mais de 120 mil pessoas, segundo estimativa da Secretaria de Estado de Saúde.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários




Outras Notícias

Veja Também