Rio Branco, Acre,





Porto-voz de Cameli reafirma desaparecimento de mais de 300 máquinas agrícolas na gestão de Tião Viana


Polícia Civil já encontrou alguns equipamentos em propriedades rurais particulares de pessoas ligadas o PT

SALOMÃO MATOS, DO CONTILNET

O porta-voz do governo do Acre, Rogério Wenceslau, rebateu as insinuações do ex-secretário de agricultura, José Carlos Reis, que afirmou que a operação da Polícia Civil realizada na semana passada, quando apreendeu máquinas e equipamentos agrícolas que estavam em propriedades rurais de pessoas ligadas ao partido dos Trabalhadores (PT), “foi uma covardia”.

José Carlos Reis/Foto: reprodução

Em nota, reis disse que a operação policial tentou macular um trabalho feito com dedicação total pelo ex-chefe do executivo Tião Viana, que investiu mais de R$ 1 bilhão na produção familiar, adquirindo de uma só vez, 364 máquinas.

Wenceslau disse à reportagem do ContilNet que, ao receber o governo do estado no dia 1º de janeiro de 2019, Gladson Cameli teria solicitado um levantamento para saber do referido maquinário em questão, mas nada foi encontrado.

“O ex-secretário Reis bem que poderia, para o bem do Acre, observando o interesse público, colaborar com nosso estado revelando onde estão as centenas de máquinas que ele diz ter comprado, ou então nos informe o que fizeram com esse R$ 1 bilhão, porque no pátio do Deracre ou da Seaprof,  onde essas mais de 300 máquinas que ele fala deveriam estar, não foram encontradas!”, questiona o porta voz de Cameli.

ANTECEDENTES

Em fevereiro do ano passado, o deputado estadual Gherlen Diniz chegou a denunciar na tribuna da Assembleia Legislativa o empréstimo de máquinas e equipamentos agrícolas para serem usados em propriedades rurais particulares no estado de Rondônia.

Na época da acusação, Reis disse que não via  nenhuma ilegalidade no uso das máquinas em propriedade particular no estado vizinho. A denúncia de Diniz foi protocolada no Ministério Público Estadual, mas ainda não houve desfecho da investigação.

Confira a nota do ex-secretário de Agricultura

NOTA DE ESCLARECIMENTO

É covarde e mentirosa a informação veiculada com a chancela da atual administração estadual de que equipamentos agrícolas do Estado estavam em propriedade de produtores simplesmente por vinculação política.

O governo Tião Viana fez a clara opção de incentivar a produção, sem distinção. Vários equipamentos foram adquiridos e disponibilizados dentro dos ditames legais a quem produz. Inclusive, fazendo parcerias sem distinção partidária, como é o caso da Prefeitura de Plácido de Castro.

Podemos citar muitos produtores beneficiados, como Assuero Docas Veronez e Jorge Moura, dono da propriedade visitada na semana passada pelo atual governador.

Todos os procedimentos estão publicados no Diário Oficial do Estado, numa clara demonstração de transparência plena.

O que se lamenta é que tentem macular um trabalho feito com dedicação total. O governador Tião Viana investiu mais de R$ 1 bilhão na produção, adquirindo, de uma vez, 364 máquinas.

Um governo que se diz preocupado em abrir o Acre para o desenvolvimento deveria era olhar para a frente em vez de ficar criando factóides com o fito de esconder as próprias trapalhadas e incompetência.

José Carlos Reis
(Ex-secretário de Estado de Agropecuária)

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários



Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Outras Notícias

Veja Também