Sem identificação, corpos encontrados boiando no Rio Acre são enterrados como indigentes


A identificação, segundo Bastos, não foi possível identificar as vítimas devido ao avançado estado de decomposição dos corpos

SAIMO MARTINS, DO CONTILNET

Os dois corpos que foram encontrados boiando nas águas do Rio Acre na quarta-feira (9), foram enterrados como indigentes na quinta-feira (10). A informação foi repassada pelo delegado Cristiano Bastos em coletiva na manhã desta sexta-feira (11).

A identificação, segundo Bastos, não foi possível identificar as vítimas devido ao avançado estado de decomposição dos corpos e disse que ainda aguarda os familiares na delegacia para que seja possível identificá-los   “Até o momento não temos a identificação pelo IML, devido ao estado de decomposição. Se possível, vamos fazer a comparação através de material genético”, destacou.

Cristiano Bastos/Foto: Saimo Martins- ContilNet

Cristiano frisou que apenas após a realização do exame cadavérico, será possível obter alguns detalhes do crime. “Será possível identificar a quantidade de perfurações nas vítimas e a proximidade dos acontecimentos dos crimes”, esclareceu.

Entenda os casos

Corpos foram encontrados na quarta-feira/Foto: divulgação Corpo de Bombeiros

O primeiro corpo foi encontrado boiando na Rua Campo Novo, bairro Ayrton Senna, na manhã de quarta-feira (9).  No fim da tarde do mesmo dia, a segunda vítima foi encontrada com as mãos amarradas para trás, no Porto do Beco Beira Rio, bairro Cidade Nova.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Comentários

comentários



Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste portal. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Outras Notícias

Veja Também